TRADUTOR DE IDIOMAS

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Leia agora o comentário mais recente do Blog Diário da Mãe de um Anjo.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

COMO SUPERAR A DOR DA PERDA DE UM FILHO? EXEMPLOS DE MÃES QUE ESTÃO TENTANDO

Olá, achei interessante em deixar este espaço para trocarmos experiências para ver se uma pessoa ajuda a outra a superar , ou pelo menos tentar superar esta dor tão grande da perda de alguém que amamos. Tive esta idéia depois de receber um email de uma mãe que está tentando e gostei tanto do exemplo dela que acho que seria interessante em deixarmos nossos exemplos aqui através dos comentários. Eu vocês já conhecem minha história, depois de lançar o livro e com a renda estar ajudando instituições, eu ainda tenho o blog que escrevo sempre trocando experiências com vocês, como já disse, fiz de tudo, spas, viagens, li e leio até hoje vários livros sobre o luto e a perda, assisto filmes de histórias reais de superação, fiz muitos terços em casa, viajei até para Jerusalém para poder sentir e conhecer um pouco mais de perto a vida de Jesus, fiz terapia e tomo remédio para dormir até hoje, tive várias crises de choro e ainda tenho, vejo fotos, faço vídeos com nossas fotos, e vi 02 vídeos recentes dele vivo, e neste dia, apesar de chorar o dia inteiro com saudades, no outro dia levantei e fui me matricular em uma academia, hoje estou fazendo musculação, hidroginástica, vou começar Yoga e aula de dança. Estava morrendo de tristeza apesar de todas as minhas tentativas para levantar, mas hoje estou me sentindo um pouco mais forte, acho que meu filho deve estar mais contente comigo hoje de me ver tentando sair deste fundo do poço. Sempre digo, cada um tem seu tempo, devemos respeitar, mas meus amigos na dor, vamos tentar, e hoje vou colocar o comentário principal de uma mãe do Rio Grande do Sul , o que ela está fazendo para superar esta dor tão grande. DEPOIMENTO DA MÃE MARLENE KRAUSE: Moramos em Pelotas/RS, meu filho fazia doutorado em Barcelona, iria ficar um ano lá era o sonho dele se realizando, ele estudava UFRJ, Engenharia Química, qdo completou mais ou menos uns 60 dias em Barcelona o tumor se manifestou, teve convulsões e o prefessor o levou para o hospital, ele nos ligou as 05:30 da manhã nos dando a notícia, imagina como ficamos, levamos uma semana para traze-lo de volta para o Brasil, e lutamos muito mas já sabíamos desde o início que o tumor (Glioblastoma Multiforme) era muito agressivo.
Mas mesmo assim ele acreditou que iria ficar curado, lutou muito, fazia quimioterapia e quando melhorava ainda voltava para o Rio para terminar o trabalho dele e conseguiu, uma semana antes dele partir, veio um professor e uma amiga trazer o diploma de doutor para ele, foi muito emocionante e triste. Ele partiu dia 13 de outubro de 2009 nos deixando uma enorme saudade, porque ele era uma pessoa muito especial, alegre, cativante, deixou muitos amigos que até hj me mandam mensagem de carinho e falam dele com saudade. Fiquei sem chão por uns 5 meses, até que um dia pensei, não foi isso que ele me pediu, então entrei para uma academia e comecei a retornar um pouco para a vida, quando fazia seis meses da partida dele, sempre coloco uma msg no orkut, e tive a idéia do grupo, liguei para minhas amigas e cunhadas, elas aceitaram e começamos a nos reunir todas as quinta-feiras aqui na minha casa, já fizemos entregas de enxovais nos hospitais e outras entidades que trabalham com crianças carentes, fizemos almoços para arrecadar recursos, porque começamos sem nada, cada uma de nós colocava na caixinha 1,00 e no final do mes 10,00, mas tivemos amigos que colaboraram também, neste último almoço tivemos o patrocínio de uma Empresa aqui da cidade que nos ajudou bastante e assim compramos brinquedos e alimentos para o Natal das crianças. Isto tem me ajudado bastante, agora estamos de férias mas já estou sentindo falta das reuniões e dos nosso trabalhos, eu continuo a fazer tricot, apesar de todo calor que está fazendo aqui nesta época, mas não posso parar, aqui no inverno faz muito frio e temos que aquecer muitas crianças.
No final da reunião tomamos um chá, e fizemos uma oração de agradecimento, sempre leio também umas mensagens antes da oração. E assim vou tocando minha vida, como vi que falaste no youtube, que queres ser digna para reencontrar teu filho, tbém penso o mesmo, meu filho foi muito digno, muito valente e quero merecer este reencontro, que tenho certeza vai acontecer . Também não queria estar fazendo este trabalho por este motivo, mas Deus nos coloca provas em nossa vida, para que saibamos crescer e pensar no próximo, a refletir sobre nossa vida. Agradeço à Ele por ter tido meu filho por 29 anos, foi pouco eu sei, mas ele foi uma verdadeira lição de vida, um guerreiro, que nos deixou muitas lições de garra, de fé e coragem e isso nos deixa com muito orgulhoso do nosso filho. Esta dor, nunca vai passar, a saudade nem se fala aumenta a cada dia, mas o Grupo e a coragem do meu filho me faz tocar minha vida para frente e pensar que o sofrimento dele não foi em vão. Que Deus abençoe todas a mães, que sofrem com a perda de seus filhos, mas que elas entendam que nada é por acaso. Um abraço
Marlene Krause (mãe orgulhosa do Dr Gustavo)

93 comentários:

Anônimo disse...

Achei lindo e ja vinha pensando em algo semelhante.Hoje nao vou entrar em detalhes com voces,pois nao estou bem,mas assim que der quero trocar recados com voce.Tambem perdi um doutor em informatica e o meu vazio e enorme.Beijos a todas voces e um especial para minha grande amiga que nao conheço a nao ser aqui no blog me tem me ajudado muito a IVONETE.

Elita disse...

preciso buscar forças que não sei de onde tirar,perdi á 15 dias meu filho Gabriel com 8 dias de nascido devido complicaçãoes no parto faltou oxigênio no cerebro,choro todos os dias é uma dor devastadora por isso estou buscando forças com mães que passam pela mesma dor e espero achar nesse blog a ajuda dessa mãe Ivonete que tbm perdeu seu filho

Anônimo disse...

A todas as mães que acompanham esse blog,hoje só quero registrar que faz 11 meses que perdi ou devolvi para DEUS o grande amor da minha vida.Sempre estou aqui colocando os meus sentimentos e procurando forças,mas hoje é so o que eu tenho para dizer,não tenho forças e sei que a cada data registrei aqui toda aminha grande,imensa,sem explicaçao,toda essa dor.Beijos a todas as mães.Oremos por nós mesmas.

Anônimo disse...

oii com muita tristeza,hj fazem 28 dias que meu filho sofreu um acidente,ele era lindo,maravilhos so 25 ano..dor infinita trsiteza sem fimm

Anônimo disse...

achei muito lindo os depoimentos acima,mas nada me preenche esse vazio que esta dentro de min meu filho faleceu a 5 meses ele era usuario de drogas,ele era um rapaz muito bom meigo carinhoso,nos dois tinha-mos uma amizade fora do normal,meu filho desapareceu por 3 dias,eu nao fiquei apavorada nao sei porque,nao consigo entender em nenhum momento eu me desesperei,meu filho nao ficava uma hora sem ligar para min,ele ligava as vezes so para ouvir minha voz,depois de tres dias encontraram meu filho morto,jogado so de cueca e camiseta,da mesma forma em que o vi a noite para dormir,eu acho que alguem chamou ele em casa e o levou,nao tinha marcas de violencia nenhuma,no laudo medico deu morte indeterminada,mas eu nao acredito nisso tem que aver a razao da morte,meu filho foi assasinado,ele nunca saia de casa ape ele sempre saia de carro,e um misterio nos nao sabemos o que aconteceu,eu nao fui no IML mas meu marido foi ele ja estava em estado de decomposicao,eu reconheci meu filho por uma tatuagem que ele tinha no pe que era meu nome,eu nao me cinto bem estou tomando medicamento pois sem eles eu nao consigo ficar,a angustia e muito grande que chega me sufocar,tenho uma filha mas nao tenho tanta afinidade com ela omo tinha com meu filho,nos fizemos o que pudemos e o que nao pudemos para tirar ele das drogas,mas nada deu certo,eu nao concigo entender o que aconteceu porque meu filho nao tinha nenhuma inimizade,eu sei porque ele me contava tudo,eu so sei que e um mistero,e eu estou muito mal,o que tem me ajudado e Deus eu estou me refugiando em Deus pois eu creio que ele nao faz o mal e por algum motivo ele levou meu filho para nao sofrer mais com as drogas,porque quando uma pessoa esta nas drogas sofre a familia inteira,o vazio e muito grande eu creio que Deus um dia vai preencher este vazio porque so Deus conhece o nosso coraca.

Anônimo disse...

oi
sou mais um,a mae que tb perde meu filho assim
como vc
eramos tao amigos sinto que nao vivo.so vivo por viver
como triste o que estamos passando que dor quanta culpa eu sinto. penso que fui uma mal mae de tanto ama-lo e protege-lo senhor cuida de mim para nao enlouquecer

Ronilda disse...

Eu també:m venho prestar meu sentimentos a todas as mães que como eu perderam seus filhos, ou devolveram a Deus como disse uma senhora.
No dia 16 de Agosto de 2011 ,meu filho Iago Vinícius, de 17 anos apenas , veio a falecer ,as 8:30 ou 9:00 ,não sei bem o horário pois não estava lá,foi por afogamento na Praia da Lua ,aqui na cidade de Manaus.
Fato que me deixou muito triste ,pois estou longe de minha cidade e familia ,meu marido veio transferido de Minas Gerais para Manaus,e nos aconteceu esse fato tragico.
Ainda estou muito triste pois meu filho era e é um rapaz alegre,sonhador e de bem com a vida,sempre estava a meu lado me contando quase todas suas aventuras.
Não preciso dizer o quanto é doloroso para uma mãe perder seu filho,mais estou buscando forças em Deus e em meu outro filho de 15 anos para continuar a viver.

Anônimo disse...

Oi
Sou mais uma mae tambem que perdeu sua filha mas a minha era um bebe que faleceu as 7 meses por insuficiencia pulmonar . Por ser relativamente nova , sofro muito a cada dia com a ausencia dela e me culpo as vezes pelas coisas que poderia ter feito. Tem dois dias que meu pai a enterrou pois nao pude ir ao velorio em decorrencia de doença grave o que me doi mais ainda pois os relatos foram de que era tava linda mais eu nao pude ir o que me doi muito.
Tento acreditar e conviver que foi meu anjinho mas ainda nao me acostumei com a ideia e o nó no peito é algo que nunca imaginei passar. Machuca muito e a saudade entao é algo que parece que corta. Rezo toda hora para que ela esteja bem mas sua ausencia JAMAIS sera entendida ou esquecida por mim.

Que Deus as abençoe e diminua suas dores pois somente quem perdeu e enterrou um filho sabe que nao existe dor emocional igual no mundo mas a certeza que deus nao faz nada a toa....Bianca A.- RJ

Anônimo disse...

oi eu perdie meu filho tinha 17 anos ele foi morto no dia 21 de dezembro 2011 doi tanto asaudade e muito grande mais confio no senhor paraaguentar esta dor

Anônimo disse...

para nos so nos resta a saudade ,a dor e o vazio ,assim vou caminhando ..........vivendo cada dia um dia
e chorando a perca do meu amado filho .ivonete feliz ano novo e forças vc sair desta
vc e folha de um grande ser superior sua amiga ana

Anônimo disse...

perdi minha filha tem 6 meses ela nasceu prematura , ate hj sofro muito me lembro dela a cada instante espero que um dia essa minha dor possa amenizar

Anônimo disse...

querida sempre vou no seu blog para saber noticias suas, perdi meu unico irmão com cancer era um linfoma e comecei a passear através da internet para ver se conseguia entender o que aconteceu, foi qd encon
trei vc com toda a sua dor e com muita garra. admiro muito vc, amo vc pela sua força. bjs francinete lindoso

Anônimo disse...

Amada acabei de ler o depoimento da Marlene Krause e fiquei emocionada ,qd perdi meu irmão com linfoma sempre reclamei com DEUS por eu, se eu só tinha um irmão, um super irmão e ele ir embora de uma maneira tão estupida, uma doença
tão agressiva em alguém tão doce .Ainda não sei e não entendo porque eu e minha famíliativemos que passar por isso mas lendo depoimentos como esse de força,coragem, sinto-me motivada a continuar.Que DEUS possa me perdoar por tudo o que eu venho falando na minha revolta eu tenho é que agradecer por DEUS ter me dado um super presente por 27 anos que me ensinou tanto, me amou tanto,foi tão amigo, meu irmão de alma. Ivonete e Marlene continuem a ter força, continuem a acreditar que DEUS está no controle de tudo e que sabe de todas as coisas.Francinete Lindoso

Anônimo disse...

oi,tbm perdi meu filho de 9 anos no dia 25 12 2011 meu anjo se chamava nicholas, deus levou ele bem no dia de natal ate hoje nao me conformo,tenho mais dois filhos mas ele era especial nois dois eramos muito amigos eu nao saia sem ele toda hora ele me dizia tu e a melhor mae do mundo e agora nao escuto mais tem hora que parece que vou enlouquecer, tem dias que estou mais animada mas tem outros que so choro,e sei que vai ser assim para o resto de minha vida por isso maes forças e com fe nos vamos encontrar alguma luz bjos : Janine rio grande do sul

Cristina disse...

Petição QUERO O MEU FILHO DE VOLTA

Meus Caros amigos, familiares, colegas, conhecidos e demais
Certamente que ao receberdes este meu mail, percebereis o porquê da sua importância.
Só preciso um pouco da tua atenção, de uma assinatura e nada mais.

Eu e o pequeno Martim precisamos urgentemente da teu apoio e ajuda. Clica no link abaixo que envio e se concordares com o descrito assina a petição. Se puderes reenvia para os teus contactos também

Muito Obrigado
São precisas 4000 assinaturas!

www.peticaopublica.com/?pi=P2011N15814

Anônimo disse...

ola,estou aqui agora procurando alguma coisa na internet pra ocupar a cabeça hoje fazem 4 meses que perdi a minha amada filha unica de repente,não aguento mais viver sem ela,cada dia que passa só aumenta a saudade.

candida lucia disse...

Sou mais uma mãe triste que perdeu o mais amado dos filhos, perdi meu grande amor, perdi o meu Fillipe. São três anos de saudade e a cada dia a saudade só aumenta. Deus proteja e console a mim e todas as mães que padecem da mesma dor. Amém.

Marco disse...

MINHA FILHA FALECEU DIA 08/02/2012, AOS 2 ANOS E 10 MESES, LOGO QUANDO NASCEU, NOS PRIMEIROS 15 DIAS DE VIDA PASSOU POR UMA CIRURGIA DE UMA HERNIA DIAFRAGMATICA, A PRINCIPIO SAÍRIA DALI CURUDA, POREM ALGUMAS SEQUELAS FICARAM E ALGUNS TRATAMENTOS E MEDICAMENTOS PASSARAM A FAZER PARTE DO SEU DIA DIA, MAS NADA DISSO FEZ COM QUE ELA DEIXASSE DE TER UMA VIDA PRATICAMENTE NORMAL, DESENVOLVEU ASMA, BRONQUITE, MAS TUDO ESTAVA MUITO CONTROLADO, ATÉ QUE NESTE DATA 08/02/2012), QUANDO TUDO PARECIA SUPERADO, A VONTADE DE DEUS SE CUMPRIU E A SUA MISSÃO AQUI JUNTO DE NÓS SE FINDOU. SIM, ISTO MESMO, ELA TROUXE NESTES 33 MESES DE VIDA AQUI NA TERRA AMOR E UNIÃO NÃO SÓ A NOSSSA FAMILIA BEM COMO A TODOS QUE A CONHECERAM, ENFIM, ELA SE FOI PRA JUNTO DO PAI E NÓS FICAMOS COM SAUDADES E ARREBENTADOS POR DENTRO SIM, MAS CERTOS DE QUE QUANDO PERDEMOS E NA VERDADE NÃO PERDEMOS POIS ASSIM COMO O NOSSO CORPO O DE NOSSOS FILHOS TAMBEM PERTENCE A DEUS, UM FILHO QUE ATRAVÉS DELE, DEUS NOS CONFIOU A MISSÃO DE CUIDAR E ENSINAR DE TODOS OS QUE FICARAM O QUE REALMENTE É O AMOR...FORÇA A TODOS E CONFIEM EM DEUS

Anônimo disse...

OLÁ PERDI MEU FILHO CAUAN NO DIA 16 12 2011,MEU ANJO, MEU COMPANHEIRINHO ELE TINHA 4 A 24 DIAS, UMA CRIANÇA ADMIRADA POR TODOS. A DOR PARECE QUE ME CONSOME, NÃO CONSIGO IMAGINAR UM FUTURO PRA MIM SO ESTOU EM PÉ POIS TENHO MAIS UM FILHO QUE ESTA COM 14 ANOS.

telma disse...

ola entrei neste blog porque hoje estou muito triste estou sozinha em casa e isso piora tudo perdi minha mariana di 3 do 12 de2011 era um sabado acordei de manha pra cuidar dela e a encontrei sem vida em seu berco foi o maior choque da minha vida aquela cena nao sai da minha cabeca apesar de ela ser uma crianca especial eu ja mais esperava por isso ela era a minha vida minha princesa ela estava com cico a e meio tenho um filho de tres a e por ele que estou viva agora acho que estou gravida acho que isto vai me ajudar beijos para todas que sofrem deus nos ilumine a meu nome e telma moro em guarulhos

Alda disse...

Sou mais uma mãe que como tantas que ficaram sem um pedaço do seu ser, tenta a cada segundo superar a saudade e caminhar para frente em função disso criei um blog e pediria a todas que puderem que também se solidarizem comigo suadadeeterna-alda.blogspot.com entrem e conheçam a minha história. Que Deus abençoe a todas.

Anônimo disse...

OLÁ ACHO QUE COMO A MAIORIA DE VCS FICO PROCURANDO COISAS PRA PREENCHER MINHAS TARDES , TARDES QUE ERAM DEDICADAS A CUIDAR DO MEU ANJINHO QUE PERDI TEM DOIS ANOS, TÔ TENTANDO SER FORTE POIS GRAÇAS ADEUS TENHO OUTRAS DUAS JOIAS QUE PRECISAM DE MIM , MAIS ESSA DOR É INSUPORTAVEL, CRUEL E NÃO VAI TER FIM A CULPA POR TER SIDO INCAPAZ DE FAZER ALGUMA COISA PRA POLPAR A VIDA DA MINHA FILHA ME MATA TODOS OS DIAS AOS POUCOS.

karina becker disse...

ola, eu infelizmente estou passando pela mesma coisa.Perdi meu filho Caio de 9 anos num tragico ascidente com uma bicicleta a 5 meses, e nao estou conseguindo me levantar,busco muita ajuda, pois nao é facil.Fiquei feliz em encontrar seu blog, pois acho que vendo outros casos como o meu, podemos dar forças umas as outras...obrigada

Anônimo disse...

No dia 23 de abril perdi minha mãe, acho que ñ existe dor maior pra mim, é como se um grande vazio toma conta de mim parece que me foi arrancado um braço ou uma perna. É uma dor tao profunda ñ consigo fazer nada, dá vontade de abrir um buraco no chão entrar la e nunca mais sair. Só de imaginar que nunca mais vou poder dar um abraço um beijo nela, sentir seu cheiro perco as forças, me sinto sozinha no mundo, as pessoas tentam me confortar de varia formas mas ñ tem palavras que me façam deixar de sentir essa dor...

Anônimo disse...

Perdi meu filho único faz um ano e 10 meses, ele tinha 26 anos. Não consigui até hoje fazer nada sem pensar nele, tenho sempre meus altos e baixos. Perdi totalmente a fé em Deus, acho que as mortes são coincidências, você está no lugar errado, na hora errada e com a pessoa errada. Acho que se eu acreditasse em Deus e em um paraíso eu já teria ido ao encontro dele. Enquanto isso, vou esperando o meu dia calma e tranquilamente, pois sei que cedo ou tarde ele virá.

Anônimo disse...

Meu lindo filho tinha 28 anos. Não sou mais a mesma mas resolvi fortalecer minha fé em Deus pois é o único caminho para que se consiga viver em paz. Nós fazemos parte dos planos de Deus e nossos queridos são hoje anjos do céu e estão bem. Demos muito amor e se não foi possível evitar é porque não estava ao nosso alcance. Vamos encontrar um dia com os nossos amores. Beijo em todas.
Eveline (eveline@fortalnet.com.br).
Obs: Será um prazer conversar com minhas irmãs de dor.

Anônimo disse...

Meu nome é Carmen, e me tiraram a condição de ser mãe.Meu tesouro saiu da minha vida como um vento, foi tão rapido que não deu tempo para ter dito tantas coisas que eu queria que ele soubesse. Tinha apenas 13 anos. Só eramos eu, ele e Deus. Agora estou só, com medo, com dor, com angústias, Não tenho mais prazer, nem objetivos pra viver!!

Anônimo disse...

Olá, dia 24 de junho de 2012, fará 11 meses que meu filho faleceu num acidente de carro. Nada tira a tristeza de minha alma. Sei que Deus sabe o que faz, não me revolto, mas, sei que jamais terei alegria novamente. Tento sobreviver pelo meu filho, pois quanto mais eu chorar, sofrer, sei que o faço sofrer também, e isso não quero que aconteça com ele. Os dias passam e parece que foi ontem que meu filho partiu, é uma dor devastadora, chega a queimar dentro do estomago, algo que não consigo controlar Às vezes do nada me encontro chorando,as vezes dirigindo, quando vejo, estou aos prantos dentro do carro sozinha. Procuro não deixar meu esposo ver, porque ele sofre muito também, com nossa filha também, ela tenta mostrar que é uma fortaleza, mais sofre muito com a falta do irmão.Tenho certeza que encontrarei meu filho novaamente, tenho certeza que nos veremos novamente. Hoje, sou outra pessoa, sou uma pessoa triste, mas, se essa foi a missão reservada para mim, aceito o que Deus me reservou. Obrigada por poder conversar com voces. Um grande beijo . Ivania.

Anônimo disse...

Querida Ivania, compartilho tudo o que você relatou. Sinto exatamente o mesmo. Se precisar de uma irma de luta para conversar mais é so me escrever. eveline@fortalnet.com.br
A cruz eh um pouco mais branda quando não estamos sozinhas. beijo eveline
O mesmo vale para você Carmem, e todas as mães desse maravilhoso blog.

Anônimo disse...

Boa tarde

Perdi o meu filho no passado dia 20.
Um AVC hemorragico levou-o de mim. Sou divorciada há 7 anos e tenho 53 anos. Meu filho tinha 33 anos, era solteiro e apesar de ter casa propria, passava muitos dias em casa do pai que tb vive sózinho e vive numa casa maior que a minha. Estavamos agora muito mais proximos, visto que a casa dele é noutra cidade e a do pai na mesma que a minha. Fui uma mãe liberal, nunca privei meus filhos de fazerem o que gostavam, de se divertirem com os amigos e eles foram uns adolescentes de quem eu nada tenho a apontar! Não sei explicar o que sinto, não consigo estar um minuto sem ele no meu pensamento, tenho uma tristeza sem fim (e eu era muito divertida e animada, dava ânimo a meio mundo). Tenho certeza que nunca mais serei a mesma, tenho a sensação que o mundo para mim acabou,não consigo fazer uma refeição completa pq tenho a sensação de uma tampa na garganta que não deixa passar nada. Esta semana retomei o meu trabalho pq em sitio nenhum eu me sentia bem, ao menos os papeis conseguem que eu permaneça na minha secretária mais tempo do que se estiver em casa. Vivo só, tenho uma filha mas já casada. Tenho uma neta de 4 anos que para mim, o seu nascimento foi uma injeção de vida pq tinha perdido meu pai que eu tb muito amava há 15 anos e minha mãe há 8 anos, ocasiões onde tive depressões mas que com o nascimento de minha neta e ajudando minha filha no seu primeiro ano de vida, consegui superar.Eu sofro de ansiedade. Aos sabados ficava com minha neta o dia todo pq meu genro e minha filha trabalham ao sabado e eu vivia feliz até que Deus resolveu fazer-me outra partida e esta foi para deixar um gde vazio dentro de mim. Por favôr ajudem-me no que puderem, para que eu consiga suportar isto e superar. Não digo esquecer ou viver de novo feliz pq sei que isso é impossivel mas pelo menos atenuar um pouco esta dor que sinto que é como se me tivessem arrancado um pedaço de mim. Não quero psicólogos nem psiquiatras pq já estou a tomar 0,25 de alprazolan de manhã, ao almoço e ao jantar. Quero apenas algo que eu consiga fazer em plena consciência pq a medicação não cura nada, apenas me acalma e me deixa como se cá não andasse. Obrigada por me ouvirem.

Ana Cristina disse...

Oi,sou Ana Cristina , também perdi um filho,ele tinha 18 anos quando faleceu , e até hoje sofro pela a minha perda,ele foi levado pela vizinha e morte por bandidos , assassinos (latrocínio)A vida pra mim não tem mais o mesmo valor de antes, eu sonhava e fazia planos, tinha coragem e hoje n encontro mais forças pra nada .São luis-ma

Ana Cristina disse...

Oi,sou Ana Cristina , também perdi um filho,ele tinha 18 anos quando faleceu , e até hoje sofro pela a minha perda,ele foi levado pela vizinha e morte por bandidos , assassinos (latrocínio)A vida pra mim não tem mais o mesmo valor de antes, eu sonhava e fazia planos, tinha coragem e hoje n encontro mais forças pra nada .São luis-ma

Eveline Carvalho disse...

Querida Ana Cristina,
Hoje minha mãe me disse duas coisas que me ajudaram e vão lhe ajudar também:
Primeiro ela me falou sobre a passagem da bíblia que fala sobre a prova de Deus a Moises que quase matou seu filho e argumentou que assim é a nossa vida Deus nos põe a prova e devemos aceitar
Depois ela me lembrou que tive meu amado filho aos 27 anos de idade e antes de tê-lo eu era feliz, por que então haveria de ser infeliz agora. Nossos filhos não são nossos. Deus me concedeu a graça de tê-los por um tempo e agora estão de volta com Deus.
É sempre bom lembrar o Pai Nosso:”... seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu...”!
beijo. obs: veja: http://ielnossoanjo.blogspot.com

Eveline Carvalho disse...

Vi alguns testemunhos de avisos aqui nesse blog como os dois sonhos da Ivonete. No blog http://ielnossoanjo.blogspot.com acabo de colocar testemunho de uma mensagem que recebi. Vejam que incrível!beijos

Marisa disse...

Olá, sou a Marisa, estou passando pelo mesmo sofrimento, perdi meu filho Fabinho de 17 anos. Dia 16/08/2012 completara 2 meses que ele esta nos braços de Deus. Sofro muito a dor e imensa e a saudade, e cada vez maior. Nao sei como dar continuidade a minha vida. Nossa ele era nao ele e meu filho único. Acho que quando nascemos já temos nosso destino traçado. Ele só foi se divertir, jogar bola onde sempre jogava, e dai colocou a mão num poste e recebeu uma descarga elétrica. Morávamos nos dois, hoje Me sinto só, sem a razão da minha vida.

Anônimo disse...

eu me chamo lourdes estou passando tambem por um sofrimento que parece não ter fim perdi meu filho eduardo aos 32 anos ele bateu com o carro num poste em um dia de muita chuva e morreu na hora eu não tive coragem de me despedir dele queria lembrar dele em vida sempre alegre a familia toda esta sofrendo muito somente pela fé em Deus que me mantenho em pé hoje dia 14 09 fasem 4meses e parece que foi ontem sofremos muito mas tenho fé que essa dor vai amenizar..........fica com Deus meu filho a mãe te ama muito

enedina disse...

oi Lourdes,tb compartilho com você a mesma dor,perdi meu filho Felipe de 23 anos num acidente de carro,e já fazem um ano e tres meses que sinto a dor maior que um ser humano possa aguentar.Tudo se modificou na minha familia mais falo pra vc que tenha muita fé e não deixe de fazer as coisas que vcs juntos apreciavam ,procure sempre estar ocupando a sua mente ,leia bons livros de auto ajuda ,continue a viver pq se vc se entregar vai ser mais doloroso pra todos .Tenha força amiga,mesmo sem lhe conhecer ,rezarei sempre por vc e tenha a certeza que seu filho está com Deus e que vc foi uma boa mãe pra ele portanto acredite que se Jesus ressucitou ,então existe vida eterna e lá é que todos nós nos encontraremos com os nossos filhos amados. Um abraço!

Eveline Carvalho disse...

Querida Enedina, o que você falou para a Lourdes me confortou tambem. Muito grata. Eveline (mãe do iel) www.ielnossoanjo.blogspot.com.br

Anônimo disse...

obrigado amiga Enedina pelas palavras eu peço muito a Deus que me de forças para suportar a dor esta muito dificil a saudades aperta cada vez mais ele sempre foi um filho muito amado mas tenho fé que vai amenisar obrigado amiga .......... lourdes

Anônimo disse...

Me chamo Jenyffer...Também perdi minha filha. Dói muito...No dia 08/09/2012, tive síndrome de HELLP, estava grávida da Nathalia de 37 semanas.
não tive nada na gestação, minha pressão estava sempre baixa, tudo estava ótimo, enxoval completo, até as lembrancinhas de nascimento estavam prontas, nenhum exame havia apontado nada, inclusive um Ultrassom Doppler que havia feito dez dias antes mostrou tudo bem (coração, placenta, cordão umbilical), e no dia 08 /09/12 “do nada” (pois até então estava ótima) tive hemorragia, descolamento de placenta, minha pressão subiu para 23x14, quase precisei de transplante de fígado, e minha bebê tão amada não sobreviveu, o médico chegou a dizer que a minha chance de vida era de 10%. Agora já estou fora de perigo.
Está sendo muito doloroso... Não me conformo, pois até aquele exato momento não havia NADA de errado, nem pressão alta, nem dor de cabeça, nem dor no estomago, nem NADA! Sinto como se não tivesse tido a chance de lutar...

Daria tudo por alguns minutos com ela...

Anônimo disse...

QUERIDA Jeniffer hoje faz exatamente 1 ano e 8 meses que perdi meu bebê tambem minha pressão foi 23/16 ele nasceu bem, mas 2 horas depois na uti não conseguiu respirar.Meu cardiologista falou que foi devido o stress pois meu pai havia falecido um mês antes,a dor é a mesma todos os dias,então pense em Deus e o tempo vai confortar seu coração.

Sandra disse...

Meu nome é sandra, faz 4 meses que perdi meu filho em um acidente de carro,um outro motorista ultrapassou e bateu de frente ele faleceu na hora.Não me conformo por ter partido tão cedo,só 19 anos, trabalhava e cursava a faculdade, me deixou só coisas boas era um bom filho. Sinto muita saudades dele.Me apeguei mais em Deus, para continuar a viver.

Angelo Miquelão Filho disse...

Hoje fazem 25 dias que meu filho faleceu. No dia 4 de agosto, ele estava indo para a casa da namorada, eram por volta das 20:20 horas, quando um bando de bêbados atravessou o carro na pista e lá ficaram prados, um motorista de uma caminhonete que ia a sua frente, viu o carro e desviou, meu filho que vinha logo em seguida, não teve tempo se quer de frear, bateu violentamente! Três deles que estavam no carro morreram na hora. Meu filho foi para o hospital em estado grave; traumatismo craniano, pulmonar e dilaceração da perna esquerda, além de fraturar o rosto. Foram 40 dias hospitalizado, dos quais 35 na u.t.i. No dia 14 de setembro em que receberia alta, apresentou uma infecção de urina, coisa boba e os médicos resolveram segurar ele por mais um ou dois dias para o tratamento da infecção. Ele já falava, brincava e se alimentava... Estava muito bem, apesar de uma escara nas costas, mas ainda assim muito bem! Eu, minha mulher e toda a família estávamos ansiosos e alegres por ele estar tão bem. Mal sabíamos que nossa felicidade se transformaria num pesadelo naquela sexta feira. meu irmão veio e me chamou, logo ao sair notei sua expressão de preocupação e nervosismo. Então ele me disse; "É pra você ir lá no hospital, pois parece que o Baiano teve uma complicação" tentei ficar calmo, mas meu coração disparou e perguntei como assim complicação? Ele não quis falar muito, mas era evidente em seu rosto que a coisa era grave. Imediatamente liguei para minha afilhada que estava lá no hospital e ela falou assim; "O estado dele é grave padrinho". Meu Deus... O chão faltou aos meus pés, uma sensação de impotência apossou-se de mim , meu coração doeu e o desespero tomou conta! mesmo assim chamei meu outro filho, peguei o carro e fui para lá. Chegando já notei que os que lá estavam, já choravam e fiquei aterrorizado. Falei com meu cunhado e ele me disse tudo o que eu não queria ouvir, mas ouvi estarrecido, meu filho teve uma para da cardíaca e já se passavam mais de 30 minutos, os médicos tentaram e nada conseguiram. Quando o médico saiu da sala de cirurgia, vi nos olhos dele que as noticias não eram boas, e não eram, eram as piores possíveis. Meu amado e querido filho de 23 anos estava morto... Até hoje não consigo aceitar, meus dias parecem anos, a dor é terrível e a saudade corta como faca! Tenho a impressão que isso nunca vai passar, me revoltei com Deus, com o mundo e principalmente comigo mesmo. Era um menino de ouro, tinha amigos demais e em todos os lugares. Estava sempre rindo e tinha uma vitalidade incrível! Hoje a minha casa está tão vazia, a moto dele estacionada na sala parece ter saudade também. Fico me perguntando o porque disso! Porque Deus tirou ele de nós? Porque meu Deus?

enedina disse...

Olá seu Ângelo ,compartilho da mesma dor que o senhor,mais saiba que seu filho está com Deus. Os primeiros dias,anos são terriveis ,mais o tempo vai passando e como Deus é misericórdia vai nos ajudando a aceitar esse problema que não tem mais solução.Meu filho tb se foi com 23 anos ,no auge da sua vida ,tb era um menino de ouro.Saiba que o senhor cuidou desse tesouro durante essesanos todos e c certeza ,vc deve ter sido o melhor pai ,companheiro e seu filho está bem .Peça pra Deus em suas orações,a aceitação a serenidade pois assim seu filho vai ficar bem .Um abraço ,estarei colocando sua familia tb nas minha preces.

Anônimo disse...

Meu Arthur se foi há 4 dias. Passou mal, levei ele ao hospital 2X, mas na segunda vez.......
A causa ainda é desconhecida, o laudo do IML demora 40 dias, só sei q algo ocasionou uma hemorragia pulmonar e ele se foi. Gente... ele teve uma dor gigante no gluteo esquerdo, e morreu de hemorragia pulmonar. Jesussss... nada me consola, não consigo acreditar, a dor é imensa, dói a alma, dói o coração, dói viver, dói saber q tenho que continuar aqui nesse planeta podre, sozinha, sofrendo. ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh que vontade de morrer junto com ele. Meu Arthur se foi com apenas 11 anos, perfeito, lindo, lindo, lindo, inteligentíssimo, o melhor aluno do 6o ano, jogava xadrez, amava futebol e literatura greco romana, tinha uma afinidade incrivel com idosos e bebes, era uma criança espetacular, educada, gentil, uma criança cristal. Que dor, que dor... inconsolavel.
Marta

Alessandra Pereira disse...

Deus fortalece a gente Marta..nao é facil pra nenhuma mae, a minha filha faleceu a um ano e tres meses, parece q foi hj. Mas eu so encontrei paz em jesus, eu era totalmente afastada das coisas de Deus, e parece q apartida dela teve algum proposito na minha vida...a dor parece q nunca vai passar, mas ela convive com a alegria...deus é tudo..entregue sua vida nas maos dele, q o espirito santo de Deus esteja contigo e sua familia.

Anônimo disse...

Hoje faz 1 mes que recebi a notícia que meu bebê (Mateus) de 1ano e 7 meses teve morte encefálica, tudo começou por uma doença ridícula "CATAPORA", teve infecção e tomou seu corpo, não esqueço seu olhar ao entrar na UTI, depois quando o vi já estava entubado, tenho outro filho (Lucas)de 5 anos, mas estou sem chão, sem compreender, me sinto incapaz, vejo ele em todos os lugares, em todas as crianças, era muito ativo estava sempre chamando atenção, seu sorriso,suas gracinhas... Meu Deus isso é muito doloroso! Não consigo aceitar que uma catapora pudesse levar meu filho e eu que achava que dominava a situação (por já ter passado com o meu outro filho)e que tiraria de letra passar pelo periodo das coceiras, no qual o médico dizia que o remédio era a paciência. Culpo tudo e a todos... QUERO MEU BEBÊ DE VOLTA.Eu sei que é a vontade de Deus, mas está muito difícil.
Esse blog veio para me acalmar, pois sei que não estou sozinha. E claro meu outro filho também minha ajuda muito, meu marido que mesmo sem chão, fica fortalecido, para me "carregar".
Priscila

dora disse...

quando estive buscando na no google, alguem que pudesse me explicar como acabar com minha dor, não imaginei nunca encontrar um blog como este e parando para pensar na dor de muitas maes, embora doa demais eu sou, só mais uma, até agora ta dificil, meu filho tinha 29 anos tao caridoso, se importava com o bem estar das pessoas,trabalhava como mototaxi, derenpente desmaiou, caiu da moto, traumatismo craniano, ficou internado trinta e nove dias, fara tres meses dia vinte e nove,não importa a idade, importa ser filho, perdi pai mae, marido, mas a dor de perder um filho é diferente,marta, tudo que passamos é um processo, vai vir tudo, raiva, ficamos sem entender, questionamos, comparamos, etc..., mas vamos elevar nossos olhos ao monte, é de onde vem o nosso socorro, vamos imaginar como Deus se sentiu ao ver o filho dele naquela cruz,tenho esperado de Deus uma resposta, a resposta não veio, mas ele tem me consolado, confia nele, que a graça e o amor de Deus esteja com vc e todos aqueles que estão nomesmo barco que nós. beijos

Tania disse...

hoje cheguei desesperada em casa chorava muito e resovi entrar google e vi todas essas maes sofrendo como eu no dia 18 março 2012 perdi a minha joia rara meu unico filho num acidente de moto um carro cortou a frente dele na BR ele nao teve tempo de se defender ele bateu c a cabeça ele tinha 24 anos no dia 23 de maio ele iria fazer 25 anos .tem dias k estou bem mas tem dias k estou muito mal.ele era muito lindo brincalhao dava rizada. eu penso nos momentos bonitos k gente teve.e so estou conseguindo sobrevevir pk colco a minha vida no trabalho mas qdo chego em casa fico triste,mas eu creio muito em DEUS e sei k ele me deu esa misao de ser mae so por 24 anos e agradeso.A dor e muito forte nao tem esplicasao e como se arrancase um pedaço de ti,eu era uma mae muito present ele era meu amigo mas tenho a certeza k um dia ele vai ta la de braços aberto m esperando e vou dizer pra ele amei e amo.Um abraço para todas a maes k fikem com DEUS so ele pode acalentar as nossas dores

Anônimo disse...

perdi meu filho dia 24 de outubro, um acidente que até agora não compreendo, pois ele era bom motorista, trilheiro,sem nenhuma infração, e morreu em uma reta, batendo com a moto em um caminhão....fulminante. até agora parece um pesadelo. mas estou tentando superar. e que deus ajude a todas nós, mães, a superar essa perda absurda e inexplicável........
luciane (lucianebianchini@gmail.com)

Anônimo disse...

Oi amiga posso avaliar o tamanho de sua dor, também perdi um filho aos 18 anos de vida, lindo maravilhoso, meu filho amigo, compreensivo , aquele que me conhecia pelo olhar, com ele eu dividia todos os meus sonhos , planos, problemas, enfim tudo, um filho que não sorria somente com os olhos e lábios, mais sim com o coração, que transbordava amor, felicidade e alegria.No dia 22 de outubro de 2.00, Deus recolheu meu filho, nese dia ele estava andando de bicicleta e um motorista, irresponsável chocou contra o veículo, foi socorrido às 13:00 horas mais, infelizmente às 17:20 horas entrou em óbito.Perdi o chão, meu marido e eu no hospital recebemos a notícia saimos aos gritos , inconsoláveis, e o pior , como contar a noticia para o outro nosso filho?Passamos momentos difíceis , mais Deus com suas obras maravilhosas, sem que tiverssemos conhecimentoe nem meu filho que faleceu tinha certeza, mais a menina com quem ele estava ficando , ficou grávida dele de dias, hoje temos nosso neto com 11 anos de vida, que é nosso maior presente.E para fechar batizei o amigo de meu filho, que depois de 03 anos se casou com a mãe de meu neto, e moram na nossa casa dos fundos, formamos uma família.Deixa Deus agir em sua vida, Ele fará prodígios, fará obras maravilhosas em sua vida, é ter fé e crer que Deus é nosso Pai, Ele não nos abandona, e que u m dia estaremos todos juntos.Agradeço sempre à Deus pela graça concedida de poder ficar com meu filho 18 anos e ser feliz , de agraciar com uma família linda, amo meu esposo, meus dois filhos meu neto,(Gabriel)meu afilhado, a mãe de meu neto, que foi foprte ficando com um BB e a famíla dela não sabia que ela estava com meu filho.As promessas todas são cumpridas na hora Dele.Deus a abençoe e muita força, é dificil lutar sem Deus , mais com Ele tudo podemos!Bjs.

Anônimo disse...

Predi meu filho no dia 28 de maio foi assassinado,
Não cnsigo me conformar estou na igreja oro muito pra que deus me console que envie seu espirito consolador, mas tá muito dificill, quando ira cicatrizar esta ferida,
Nã sei se estou agindo certo mas clamo por justiça,
não acho certo que a pessoa que fique por ai impune, Acho que e isso que mas me machuca a impunidade,
Não vai trazer neu filho de volta mas clamo poe justiça e a pessoa que armou tudo isso tem que pagar!!
Que Deus Nosso senhor me perdoe,
As lágrimas não param de rolar em meu rosto doi demais.

Anônimo disse...

Perdi meu Arthurzinho lindo no dia 20/10/2012, ele iria completar 5 meses no dia 22/10, mas infelizmente não completou, encontrei ele já sem vida na cama de minha mãe, foi terrível, tentamos socorrer, corremos para o pronto socorro, mais ele já estava sem vida...se sufocou...sofro muito, é muito difícil, a cada dia penso se não poderia ter chegado antes e salvado meu amor, mais não foi possível, minha dor é grande, mais aqui tive a oportunidade de entrar em contato com dores que talvez sejam maiores que a minha, como no caso das mães que tiveram seus filhos assassinados, peço a Deus que nos ajude a superar tamanho trauma, minha dor é grande mais me solidarizo mais com essas mães, vamos rezar por justiça, e acreditar em um reencontro, pra seguir a vida, que Deus ajude todas nós...

Anônimo disse...

Oi! Perdi meu bebê, ele tinha 1 ano e 11 meses, não sei o que fazer, tenho vontade de gritar pro mundo, deveria ser PROIBIDO, uma mãe enterrar um filho... tento encontrar forças, mas tá complicado, não sei mais o que fazer,estou tentando pensar que estava na hora dele. "Cauã, amar você é minha religião". Mamãe te ama muito bebê.

Anônimo disse...

ola Ivonete meu nome é Larissa sou mãe de um anjo chamado Bruno e tenho uma filha linda chamada Valentine com 2 aninhos minha razão de viver!!! sinto muito a perda precoce do seu filho tão amado... tenho acompanhado vc por algum tempo e sei que es uma pessoa iluminada... poucas fazem o que vc fez pois é muito dificel deixar um filho partir pra junto de Deus nunca pensei em passar por uma situação parecida... mas já passei.. Dia 15/12/2012 vai fazer 1ano que perdi meu bebe. Esava gravida de 9 meses quando descobri que ele tinha falecido dentro de mim.. foi erro médico tinha algo me dizendo que algo de errado iria acontecer com ele mas não acreditava nos meus sentimentos deve ser medo de perder. não sei. Só que passei 9 meses chorando com medo de perde-lo até que na madrugada do dia 15 eu sonhei que vinha um senhor todo de branco pegou minha mão e estava com meu filho no colo eu o perguntei!
O que faz com meu bebe?
ele me disse:
se vc não quiser que seu filho sofra deixe eu leva-lo junto a mim
mas se ele ficar com vc ele vai sofrer muito...
o entreguei para este senhor chorando...
Me acordei em prantos
Fui para a médica e la constatei sua morte... ela o deixou passar do tempo mesmo depois de eu ter pedido para ela o tirar pois eu estava toda inchada com fortes dores na barriga.. nao conseguia mais carrega-lo.
entao meu pequeno nasceu(morto) pesando 4kg850 e 55cm. lindo. tenho uma dor enorme pois não pude salva-lo mas o que tivr que ser será pois DEUS sabe o que faz.

Anônimo disse...

quem foi a médica pois tenho muitos casos de erro medico,temos que dar um basta nesses médicos que tratam nossos bebês com pouco interesse,negligência,será que o ser humano não tem mais amor ,sentimento então que não façam o juramento de salvar a vida humana.

Anônimo disse...

Oie pessoal hoje entrei blog, por que sinto um dor terrível perdí meu ex-marido pai da minha filha de 18 anos, eu amava ele como nunca amei ninguém, ele faleceu tem apenas 2 meses aos 38 anos em uma acidente de carro,ele morreu na hora isso tudo porque estava chovendo muito a camionete rodou e bateu em uma ponte, eu cheguei ele estava no local, o pior e que ele sempre me procuva para voltar e eu por orgulho, magóa não consegui voltar, ele se foi levou um pedaço enorme de mim, eu amo ele, e o pior que não estou bem com Deus acho injusto a morte e uma coisa que não consigo aceitar Deus e amor, nós ensina o que devemos amar!!!!Derrepente perdemos quem amamos de sofremos temos que nós conformar????Hoje tenho medo de perder minhas filhas pois ele faz o que quer das nossas vidas e assim mesmo temos que adorar??E muito simples falarmos olha Deus quis assim!!!!Queria um minuto com ele, não acha certo as coisas serem assim, ele fica sentado vendo pessoas matarem gente inocente, a vida e livre arbitrio, mas ´nossos filhos não escolhem, não escolhemos, ele conhece o nosso coração e muito difícil aceitar.Sei que hoje sou infeliz a minha filha perdeu um pai maravilhoso e eu perdí o meu grande amor, uma pessoa boa de bom coração.Deus tem o poder de tudo mostre que está do nosso lado????????Se está????

Anônimo disse...

É muito triste perder alguém qui você ama muito. É difícil de aceitar a morte de alguém qui você ama muito......

rosana disse...

Perdi meu amado filho Vitor no dia 23.07.2011,em um estupido acidente de carro, que ate hoje nao tem explicaçao.Com apenas cinco aninhos ele parecia um adulto tinha um carinho enorme por idosos e crianças,era um criança diferente um brilho especial, apesar de ficar conosco por apenas cinco anos, nos ensinou muito e nos deixou uma grande liçao de vida.Saiu para passear com minha filha de 12 anos e o pai no sabado a tarde e no final da tarde recebi a noticia que ele estava no hospital, sai desesperada achando ele estava apenas machucado e quando chego lá recebo a noticia de que ele tinha acabado de nos deixar,o tempo se passa e eu nao consigo aceitar, a saudade aumenta e o coraçao fica mais apertado.
Asim que ele se foi resolvemos ter mais um filho, já mais iria o substituir seu lugar é unico e insubstituivel, mas quando pensavamos parecia que estavamos o traindo, mas dai lembravamos que na sua ultima semana com nós ele deixou quatro recados que era pra gente ter mais um bebezinho,entao nos decidimos a ter,demorei oito meses pra conseguir engravidar e bem no mes do seu aniversario fomos abençoados,mas começou uma nova batalha na primeira consulta o medico disse que a gravidez nao iria se desenvolver, pedi a deus pq eu teria que passar por mais essa dor, mas nao desisti passei por mais quatro medicos todos com o mesmo diaguinostico, ate que um quinto medico, me deu uma esperança e disse que Deus estava mostrando que estava do meu lado que nunca tinha me abandonado e hoje minha linda Valentina esta com 10 dias. Obrigada senhor, por em meio tanta dor me trazer essa alegria...

Nayara Carla Decoração de Festa Infantil disse...

Ola me chamo Nayara Carla tenho 25 anos, sou casada e tenho uma filho de 2 anos, no dia 30 de novembro de 2012 minha mãe me liga por volta de 10:30 da noite e me diz a pior noticia do mundo meu irmão unico irmão levou um tiro na cabeça e estavam levando ele para o hospital entrei em desespero amo ele mais que tudo ele ea minha vida passamos por momentos dificias na nossa infancia e so tinhamos um ao outro, mas ele tinha apenas 21 anos e não resestiu no dia 2 de deembro o medico me deu a notica para mim ele se foi, ele era lindo tinha uma carreira pela frente era CABO DO EXERCITO ele amava as aventuras no quartel, hoje faz 33 dias que ele se foi eu não to aguentando pecso muito de ajuda, o que me consola é meu filho e meu esposo, me doi demais o sofrimento de minha mãe pois ele morava com ela e eu não mais é uma dor sem fim, parece que a vida não tem mais graça, vivo por viver, o sonhos que tinha ja não são tão sonhados o que fazer para continuar...

Débora disse...

Olá,meu nome é Débora, tenho 32 anos, sou casada, tenho uma filha de 04 anos e perdi meu irmão há 19 dias, ele era médico, tinha 35 anos, completou agora em dezembro 10 anos de formado, tem esposa e duas filhas lindas. Ele trabalhava muito e era uma pessoa maravilhosa, não existe quem não goste dele, está fazendo muita falta. Foi uma tragédia que aconteceu em Sorocaba, um muro caiu sobre sua cabeça e mais outras seis pessoas e não deu nenhuma chance de vida. Estou sofrendo muito, a cada dia que passa essa dor aumenta,penso muito na minha mãe, meu pai, nas minhas sobrinhas, tenho mais uma irmã também, mas estamos sofrendo demais, ele era nosso orgulho, um homem, um pai, irmão, filho, médico maravilhoso!!!! Mas nada mais parece ter graça, a vida perdeu o sentido, mas tenho uma filha e preciso ter forças para cuidar dela. Não sei mais o que fazer para prosseguir....

Eveline Carvalho disse...

Débora querida, cultive a fé. Pois essa é a nossa única saída. Veja www.ielnossoanjo.blogspot.com.br
um beijo

Débora disse...

Obrigada Eveline...é o que eu estou tentando buscar...fé, nessas horas de desespero a gente não acredita mais em nada e se revolta contra tudo e contra todos, mas nesses dias tão difíceis percebi que é muito mais duro ficar sem a companhia de DEus, a palavra de DEus, pois ela nessa horas acalma nosso coração. Tem dias que a gente fica bem e tem dias que são terríveis, a gente não consegue entender o por que aconteceu isso, mas li no seu blog sobre entender o para que....e estou tentando fazer, mas confesso que a maior parte do tempo tento entender o por que e isso nunca vai ter resposta. Agora só fica a dor e a saudade eterna!!!
um beijo pra vc também, fica com Deus!!

ana disse...

Minha mãe tmb perdeu um filho há 15 anos, nunca se recuperou. e agora, eu perdi a minha mãe, esta dor está me rasgando por dentro. Nós morávamos sozinhas, os outros estão casados, e eu me dediquei a ela, estou sem rumo, as pessoas falam que tenho que recomeçar a minha vida, recomeçar o que????
Meu nome é Ana Paula

Eveline Carvalho disse...

Querida Ana Paula, só tem uma saída: se aproxime de Deus. Entregue a Ele seu caminho. Ele vai lhe mostrar a saída. Fique em paz! Um beijo
www.ielnossoanjo.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Olá pessoas que sofrem tanto quanto eu, perdi meu filho tem 1 ano um mês e 8 dias, meu filho tinha 2 anos e 9 meses, estou chocada até hj ele morreu em 4 dias, sempre foi saudável e levado, até q um dia ele começou a frequentar uma creche e pegou catapora só q a catapora dele ninguém nunca tinha visto, nenhum medico, nada parecido, medicaram ele e só. Isso na sexta, s sábado e no domingo levei ele ao medico pois as feridinhas na pele só apareceram no sábado a noite, e os médicos diziam q era normal, levei na terça e era normal, só na quarta de manha, dei mamadeira a ele por volta de 6 da manha e fiz ele dormir, as 8 quando acordei ao meu lado ele estava morto, e eu não fiz nada, ele morreu e eu nem vi, vou me culpar pro resto da minha vida. Ele era o amor da minha vida, meu bebê que eu tanto desejei, e amei... Arthur vou te amar pra sempre. Beijos a todos... Muita fé.

Anônimo disse...

seu relato mim parte o coraçao. mueu unico bebe de 4meses partiu. sufocou-se foi tudo rapido.fiquei ate hje sem enteder porquer em tao pouco tempo fiquei sem a metade de mim. quando vem as lembranças acompanhadas de uma dormença no seu amago e lagrimas pessadas descem no rosto como uma avalanche. E...sei que SO PELA MISERICORDIA DE DEUS PARA SUAVIZAR ESSA LAGUNA DO MEU SER.

joselia gonçalves rodrigues disse...

sou uma mae desesperada pois pedir meu filho de 5 messes tem a 4 dias nao sei oque fazer ,pesso a deus para fazer um milagre em minha vida .o meu coraçao esta morto

Anônimo disse...

Meu nome é vitoria,mas neste momento sinto-me uma derrotada,perdi meu segundo bebê a dois dias,meu projeto mais perfeito se chamava Arthur,ele sorria a cada vez q eu o chamava de docinho de coco,fui vê-lo no carrinho e ele ja estava morto,não sei o que faço,lembro constantemente do seu lindo rostinho vivo,e logo a seguir morto,se vc q estiver lendo puder me dar qualquer palavra de conforto,agradeço eternamente...

Eveline Carvalho disse...

Querida Vitória tenha fé em Deus e se entregue a Ele. Só assim você encontrará a paz e a força para continuar sua missão. Leia a mensagem RESIGNAÇÃO COM RESILIÊNCIA em www.ielnossoanjo.blogspot.com.br

Anônimo disse...

meu nome é ana lucia minha filha era um anjo de deus ela teve meningite as 11 meses parou de andar e falar, e durante 17 anos fizemos o possivel por ela, em 2004 ficou 6 meses enternada e voltou pra casa respirando atravez de aparelhos eu tinha uma uti dentro de casa mais mesmo assim ela era cuidada por enfermagem 24 hrs mais no dia 18-12-2012 minha filha faleceu foi o pior dia da minha vida, eu fiquei sem chao estava sozinha no hospital, a dor era tanta que eu senti meu coraçao semdo tirado de dentro de mim, sofro muito a saudade e muito grande, ele se chamava lorrainy, tem hora que eu nem sei oque fazer da minha vida, pois a pior dor que tem nesse mundo e ador de uma mae enterrar um filho, pessso muito a deus que me de forças pra continuar.

Anônimo disse...

SÓ DEUS EM NOSSA VIDA.

Anônimo disse...

meu nome e eva eu tambem perdi meu filho no dia 05/02/2005 com 21 anos de idade, ele foi nadar com os amigos e se afogou, hoje eu sou uma pessoa triste mas eu tenho certeza que deus está cuidando dele para mim, eu não choro mas por ele só peço a deus que cuida dele pra mim

Anônimo disse...

n consigo mais sofrer se alguem puder me ajude

Yngrid Vieira disse...

ola perdi meu filho fabricio dia 18/11/2012 com 9anos meu filho tinha uma doença genetica muito grave chamada fibrose cistica ele sofreu muito qundo nasceu porque essa doença atinge os pulmao ele tinha muita falta de ar pinelmonias mais depois que descobri ele conceguiu viver bem apesar de ter que tomar muitos remedios por dia ter dificuldades em ganhar peso ele ia pra escola era muito inteligente gostava muito de ler e principalmente de jogar futebol mais a efalta de ar atrapalhava um pouco em fim gente o fabricio era a minha razao de viver era um menino mito lindo que sempre dizia eu te amo mae eu estou sofrendo muito estou sentindo muita falta do meu filho rezo todos os dias pra de dar força pois tenho outra filha que tem a mesma doença e ela usa oxigenio continuo e agora eu tenho que lutar pela vida dela gostaria de divulgar mais essa doença porque poucas pessoas conhessem mas tem milhoes de pessoas com ela principalmente nos estados unidos um beijo a todos rezem por mim e pela minha filha pra que um dia ela possa fazer o transplante

Yngrid Vieira disse...

ola perdi meu filho fabricio dia 18/11/2012 com 9anos meu filho tinha uma doença genetica muito grave chamada fibrose cistica ele sofreu muito qundo nasceu porque essa doença atinge os pulmao ele tinha muita falta de ar pinelmonias mais depois que descobri ele conceguiu viver bem apesar de ter que tomar muitos remedios por dia ter dificuldades em ganhar peso ele ia pra escola era muito inteligente gostava muito de ler e principalmente de jogar futebol mais a efalta de ar atrapalhava um pouco em fim gente o fabricio era a minha razao de viver era um menino mito lindo que sempre dizia eu te amo mae eu estou sofrendo muito estou sentindo muita falta do meu filho rezo todos os dias pra de dar força pois tenho outra filha que tem a mesma doença e ela usa oxigenio continuo e agora eu tenho que lutar pela vida dela gostaria de divulgar mais essa doença porque poucas pessoas conhessem mas tem milhoes de pessoas com ela principalmente nos estados unidos um beijo a todos rezem por mim e pela minha filha pra que um dia ela possa fazer o transplante

Ana Fiorin disse...

Boa noite... vai fazer 3 meses que perdi meu bebê, ela faria 7 meses ontem, era a minha única chance de ser mãe, tenho problemas no útero e não tenho mais como engravidar, ele veio de surpresa, mas nasceu muito prematuro, ficou 4 meses na UTI e depois faleceu. Não me conformo, não vejo mais alegria na vida. Tento ser forte, mas não é fácil... espero um dia poder superar isso...

luzia disse...

perdi meu filho de 15 anos em acindente e já vai fazer 4 anos e não consigo aceitar,era lindo trabalhador alegre divertido feliz minha casa era um bagunça eram tres irmãos uma menina e dois meninos perdi o do meio,quando o carlos foi embora meus filhos nunca mais foram os memos o menor entrou em depressão usou droga para esquecer e foi muito dificil fazer ele aceitar passamos por varios médicos meis até hoje ele é um menino triste,foram todos para uma cidade maior para estudar e eu fiquei sozinha os quartos todos vazios acasa vazia as comidas todas na panela não tem leite e nem pão pois não tem ninguem pra comer,os acapamentos as pescarias as idas para a chacara tudo acabou,queria minha vida de volta meu Deus sempre fui uma pessoa boa meu coração era um coração bom nunca fui maldosa o porque passar por tudo isso noites sem dormir angustia muito choro saudade doida tristeza profundanão sei mais o que fazer já mpassei por psicologo psiquiatra padre pastor igrejas e mais igrejas não consigo sair dessa,tenho vontade de dormir e não acordar mais.
[ei para sempre.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Meu filho saiu para a rua lugar onde eu não podia cuidar,mais como era uma pessoa de muita fé disse para Deus cuida pra mim pai,as onze ele veio guar dou a moto e saiu com adilsom um amigo de meu filho que eu gostava muito,mais depois que eu perdi meu filho ele nunca mais quis me ver alias como todos os amigos dele se afastou de mim,quantas vezes gostaria de conversar com alguem sobre ele e sobre o que tinha acontecido mais todos se afastaram de mim,até hoje as pessoas fogem como se perder um filho fosse contagioso.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Lembro daquele dia como se fosse hoje era sabado estava muito triste não sentlia vontade de fazer nada sai fui ao supermecado sentei na frente esperando alguém me atender, mais é como se eu não estivesse lá tudo estava em camera lenta as pessoas as coisas estava tudo muito triste,voltei para casa e continuei sem fazer nada era como se alguma coisa muito triste fosse acontece.Na tarde de sabado meu filho foi lavar a oficina chegou fez um lanche e disse mãe eu vou dormir um pouco e as nove a senhora me chama sentei na cozinha com minha melhor amiga, e uma pessoa que amava muito carlos henrique,ele deitou embrulhou a cabeça e deixou só o rosto de fora e ficou me olhando com um olhar tão triste,falei dorme meu filho e ele disse eu não vou dormir e a senhora não vai me chamar, levantou se arrumou me chamou mãe amarra meu tenis.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
ontem fez dois anos e cinco meses sem meu filho,tudo esta mais calmo as pessoas aqui de casa procura seguir seu caminho mais nunca sem ele,porque ele não esta aqui fisicamente, mais sua presença seu cheiro esta em todos os cantos desta casa.Não sinto mais vontade de sair e abandonar o lugar onde vivemos com carlos henrique foram momentos de muita alegria quando eram todos pequenos e dependia de mim para tudo,as brigas as festas as viagens as idas para a chacara as noites em claro.Não estou indo mais para a chacara pois ele era o homem que protegia a mim seus irmãos e avó,quando ele estava aqui nós imamos para lá sem medo.Aqueles passeios pela cerrado pelas montanhas cachoeiras cheios de alegria nunca mais vai ser a mesma coisa,pois sem ele nada mais vai ser igual.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]

luzia disse...


[Maria Luzia]
Maria Luzia
hoje é quarta feira 07 de dezembro 2011 a vida continua,todos toca suas vidas e eu aqui estou com muita saudade de meu filho as lembranças de tudo que vivemos,mais tenho certeza de ele está bem,é como se transformasse num vento porque não podemos ver mas podemos sentir,seu cheiro a impressão de que está aqui em algum lugar as vezes chego a sentir um beijo seu,te amarei para sempre.

[Maria Luzia]
Maria Luzia
Cheguei no hospital as quatro e pouco meu filho estava em uma maca gritando mamãe me leva para casa,mamãe me leva para minha cama ,mamãe,mamãe se existe dor pior eu não sei pois aquela dor eu peço a todos os santos que não me deixa sentir tamanha dor,que eu durma para sempre se um dia isso vier acontecer.Daquele momento em diante tudo se transformou num pessadelo a estrada a morte a volta para casa tudo muito sofrido as pessoas os amigos dele,os choros os gritos os silencios,tudo era como se fosse um filme ruim.A minha vontade era de se enfiar no mei do mato e não voltar nunca mais,mai8s eu tenho mais dois filho que depende de mim,e por isso apesar daquela dor insuportavel eu sabia que eu ñao podia ir.As tres horas da manha escutei um barrulho da moto saindo corri ,pedi para que não saisse mais ele não me escutou e ´so me disse mãe vai dormir,naquele momento a sençassão de impotencia tomou conta de mim.Esperei uns vinte minuto e le não veio,deitei e quando estava quase dormindo vi uma coisa na porta do meu quarto como se fosse um anjo,e neste momento tive a certeza de que era o ultimo dia de meu filho aqui .Gritei amor perdi meu filho ,meu filho morreu,e ele disse vc esta doida foi ai que o mundo desabou alguem bateu na porta o telefone tocou e lá foi eu para ver meu filho pela ultima vez.

luzia disse...


[Maria Luzia]
Maria Luzia
Meu filho saiu para a rua lugar onde eu não podia cuidar,mais como era uma pessoa de muita fé disse para Deus cuida pra mim pai,as onze ele veio guar dou a moto e saiu com adilsom um amigo de meu filho que eu gostava muito,mais depois que eu perdi meu filho ele nunca mais quis me ver alias como todos os amigos dele se afastou de mim,quantas vezes gostaria de conversar com alguem sobre ele e sobre o que tinha acontecido mais todos se afastaram de mim,até hoje as pessoas fogem como se perder um filho fosse contagioso.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Lembro daquele dia como se fosse hoje era sabado estava muito triste não sentlia vontade de fazer nada sai fui ao supermecado sentei na frente esperando alguém me atender, mais é como se eu não estivesse lá tudo estava em camera lenta as pessoas as coisas estava tudo muito triste,voltei para casa e continuei sem fazer nada era como se alguma coisa muito triste fosse acontece.Na tarde de sabado meu filho foi lavar a oficina chegou fez um lanche e disse mãe eu vou dormir um pouco e as nove a senhora me chama sentei na cozinha com minha melhor amiga, e uma pessoa que amava muito carlos henrique,ele deitou embrulhou a cabeça e deixou só o rosto de fora e ficou me olhando com um olhar tão triste,falei dorme meu filho e ele disse eu não vou dormir e a senhora não vai me chamar, levantou se arrumou me chamou mãe amarra meu tenis.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
ontem fez dois anos e cinco meses sem meu filho,tudo esta mais calmo as pessoas aqui de casa procura seguir seu caminho mais nunca sem ele,porque ele não esta aqui fisicamente, mais sua presença seu cheiro esta em todos os cantos desta casa.Não sinto mais vontade de sair e abandonar o lugar onde vivemos com carlos henrique foram momentos de muita alegria quando eram todos pequenos e dependia de mim para tudo,as brigas as festas as viagens as idas para a chacara as noites em claro.Não estou indo mais para a chacara pois ele era o homem que protegia a mim seus irmãos e avó,quando ele estava aqui nós imamos para lá sem medo.Aqueles passeios pela cerrado pelas montanhas cachoeiras cheios de alegria nunca mais vai ser a mesma coisa,pois sem ele nada mais vai ser igual.
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Novo amigo
[M ล r c e l o C ล s t i g l i o n i]
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Para sempre te Amaremos... Carlos Henrique
Saudades~♥
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Homenagem Ao Amigo Carlos Henrique ....
Homenagem Ao Amigo Carlos Henrique ....
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
Carlos Henrique
Homenagem ao meu irmão que amo muitoo e q apesar das brigas nós nos entendiamos sempre estara em meu coração e vou sentir muita saudade! ♥
Comentário-
Gostou?
[Maria Luzia]
Maria Luzia
carlos Henrique ♥
Comentário-
Gostou?
mostrar mais

luzia disse...


[Maria Luzia]
Maria Luzia

A Dor de Perder Um Filho é Para Sempre?
Diante desta dor, qual o momento de pedir ajuda.
Perda de filhos

A perda de um filho implica num tipo muito particular
de luto, pois solicita adaptações tanto sob os aspectos individuais de
cada um dos pais no enfrentamento desta situação, como em adaptações na
relação com o(a) esposo (a), no sistema familiar e na sociedade.

Quando perdemos um filho perdemos nossa perspectiva
de futuro pois é neles que garantimos a possibilidade de realizar todos
os sonhos e projetos que não conseguimos em nossas próprias vidas. Um
filho não é apenas uma extensão biológica de seus pais, mas também
psicológica, por isso temos a sensação que perdemos um pedaço de nós.

Reações a perda de filhos

O luto por um filho é marcado por muita culpa e
revolta, e por algum tempo chegamos a "brigar" com Deus, por não
conseguir entender (aceitar) o porque de estar vivendo uma dor tão
intensa.

As reações ligadas à perda de um filho dependem de alguns fatores como:

- a relação prévia entre pais e filho. Por exemplo:
quando existem conflitos no relacionamento, os pais sentem-se mais
culpados após a perda de seu filho.

- a idade do seu filho: não existe uma idade pior,
mas em cada etapa da vida existem fatores que dificultam a elaboração da
perda, como por exemplo na adolescência, fase em que existe maiores
chances de conflitos entre pais e filhos.

- as circunstâncias da perda: o que aconteceu, como aconteceu, as causas da perda.

- Um número grande de sintomas fisiológicos podem
acompanhar as reações psicológicas e sociais dos pais, como por exemplo:
anorexia, distúrbios gastrointestinais, perda de peso, insônia, cansaço
excessivo, choro, palpitações, estresse, perda do desejo sexual ou
hipersexualidade, falta de energia e retardo psicomotor, respiração
curta.

E o que acontece no casamento?

O casamento sofre um grande impacto com a perda de um filho. As características do relacionamento obviamente serão
afetadas pela maneira como cada um dos parceiros expressa sua dor. A
comunicação tende a complicar-se pois a mãe pode sentir-se sozinha em
seu luto, enquanto o pai pode ver-se lutando para conter sua dor a fim
de poupar o sofrimento da esposa. Estas tentativas de evitar o
sofrimento do outro, muitas vezes gera um distanciamento tão grande nos
casais, que não é incomum ocorrerem separações após a perda de um filho.

Perdas paralelas ou secundárias

Quando perdemos um filho, perdemos também todas as
suas funções explícitas e implícitas dentro do funcionamento familiar,
por exemplo: companheiro da mãe, o "bode expiatório", o apaziguador,
etc. Neste momento, podem ocorrer outros tipos de perda, como a
separação dos pais, dificuldades financeiras após os gastos com o
funeral.

Lidando com os filhos que ficaram

Não é incomum os pais atribuírem qualidades
santificadas ao filho, como "o favorito", "melhor", "mais sensível", ou
"especial". Isto pode intensificar tanto as experiências de luto dos
pais como dos irmãos. Podem acontecer as comparações entre os filhos
vivos e o filho idealizado que morreu. É bom lembrar que esta criança
também está sofrendo pois perdeu um irmão e porque vê seus pais sofrerem
de forma tão intensa como se ele não fosse capaz de amenizar dor
nenhuma. Isto pode trazer sérias complicações para o desenvolvimento
psicológico deste irmão. Por outro lado os pais vivem sentimentos
ambivalentes em relação aos filhos que "sobreviveram" pois sentem medo
de investir afetivamente nestes, ou por outro lado, passam a
superproteger, com medo de perder estes também. Isto muitas vezes tem um
caráter de castigo por terem sobrevivido no lugar do irmão morto.

Lidando com o seu luto

Só você sabe o que esta perda representou para você,
portanto respeite-a. Se você entender o seu ritmo e seus limites para
enfrentar a adaptação a esta perda, você irá lentamente se organizando
diante deste sofrimento. Esta dor é para sempre? De certa forma sim,
porque um vínculo com um filho é único e para s
Comentário-
Gostou?

Anônimo disse...

PERDI MEU SOBRINHO HÁ 27 DIAS,DE FORMA MUITO BRUTAL, TIRARAM A VIDA DELE. É UMA DOR MUITO GRANDE, HOJE VIVO TRISTE, MAS TENHO QUE TER FORÇA POIS TENHO MINHA FILHINHA DE 10 ANOS QUE HOJE É MINHA RAZÃO DE VIVER.

Silmara Carvalho disse...

Oi, meu nome é Silmara, infelizmente a minha razão de esta participando desse fórum também é pela minha perda, eu também perdi a minha bb Jâmyle, ela tinha 2 anos e três meses, ela nasceu com Anemia Falciforme e tb tinha Epilepsia, é vivia com a imunidade baixa, então sempre estávamos hospitalizada por conta de algum tipo de infecção, e ja tinha uma semana que ela estava internada com pneumonia pela terceira vez, mais como isso sempre acontecia eu não estava muito preocupa, mais no dia 15/05/2013 por volta das 9:30h ela entrou em convulsão e não saía de forma alguma, por volta das 11h ela deu três parada cardiorrespiratória, mais infelizmente ela não resistiu, hj esta fazendo 2 semanas, a primeira semana eu passei bem, mais essa semana esta difícil, eramos somente nós duas, eu não trabalhava em função dela esta sempre hospitalizada, então vcs devem imaginar como nós eramos ligadas, hj estou me sentindo sozinha, as coisas dela ainda esta do mesmo jeito, ainda não tive força de mexer, claro que tenho amigos e familiares que tentam me dar força, mais nada substitui, as vezes estou conformada, mais na maioria eu fico perguntando PORQUE, esta muito difícil seguir em frente, eu sei q foi a vontade de Deus, que ele sabe o porque, mais não to achando meios de superar. Por isso hj eu resolvi pesquisar, buscando meios para amenizar essa dor por meio do exemplo de vcs. Desejo muito ter força e que Deus console nossos corações.

Anônimo disse...

Perdi meu filho ha um mes, e nao estou conseguindo lidar ,aceitar essa perda.Foi baleado na rua denossa casa por uma pessoa que dizia ser seu amigo,isso me deixa mais ainda revoltada,pois atirou nele pelas costas.Ficou tretrapletico e perfurou os dois pulmoes.Foram dois meses no hospital no CTI,depois o medico deu alta veio pra casa e eu cuidava com todo carinho,mesmo sabendo que so DEUS poderia fazer um milagre,para que voltasse pelo menos voltar ter seus movimentos.Ele ficou comigo durante um e 12 dias,mas entrou em depressao e nao aquentou o sofrimento,chegamos leva-lo ao hospital os medicos reanima-lo mas ele nao reagui mais.Antes veio um medico dizendo que o caso era grave mas estava vivo eu fiquei feliz,mas minutos depois veio a noticia que ele nao resistiu.Eu enlouqueci,e vivo pedindo a ele que venha me buscar tambem porque nao estou suportando a saudade e pe;o a Deus por justi;a ,pois meu filho era muito querido por todos .Mas o destino pois uma bala perdidaem sua vida.Estava em um lugar errado e num momento errado onde perdeu sua vida do nada, quando ainda estava vivo nem ele entendeu porque aquilo tinha acontecido com ele,porque eram amigos.Gostaria de sumir mas nem pra isso tenho for;sas.

IVANA disse...

QUERIDA VITÓRIA LI SEU DESABAFO E FIQUEI COMOVIDA,POR ISSO GOSTARIA DE LHE BAR UMA PALAVRA DE CONFORTO.GRAÇAS A DEUS NUNCA PERDI UM FILHO MAS IMAGINO QUE SEJA UMA DOR TERRÍVEL.O QUE POSSO TE DIZER É TENHA FÉ EM DEUS PEÇA FORÇAS PARA CONTINUAR SUA VIDA E QUE ELE CONFORTE SEU CORAÇÃO.SÓ DEUS PARA ALIVIAR TAMANHA DOR,SEM ELE NÓS NÃO SOMOS NADA.RECENTEMENTE PERDI UMA IRMÃ MUITO QUERIDA E TAMBÉM ESTOU MUITO TRISTE, SEM RUMO E AMARGURADA ATÉ UM POUCO REVOLTADA MAS ACHO QUE ISSO É NORMAL QUANDO PASSAMOS POR UMA DOR TÃO GRANDE.POR ISSO DESEJO QUE VOCÊ SEJA FORTE E QUE DEUS TOQUE O SEU CORAÇÃO E QUE VOCÊ SE RECUPERE OU PELO MENOS SE CONFORME, POIS SÓ ELE PARA NÓS DAR UM POUCO DE PAZ NESSES MOMENTOS TÂO DIFÍCES DE NOSSAS VIDAS.FIQUE EM PAZ E QUE DEUS TE ABEMÇOE.
ABRAÇOS DA AMIGA IVANA.

Anônimo disse...

ola, sou jane, também perdi meu nicolas Gabriel, faz quatro meses, ele iria fazer seis meses amanha ele naceu dia 14\03\13 e faleceu dois meses depois, tive uma gravides muito tranquila tudo normal, mas no meu ultimo utraçao que fiz antes da minha cessaria, discobri que meu filho tinha gastrosquise, uma mal formação nos intestino, foi um choque pra mim, fiquei sem chão, fizeram uma cessaria as presas, ele nasceu lindo com 3.700 kg 52cm era lindo demais, logo que nasceu fez uma cirurgia, mas sem sucesso com semana depois fez outra, e outra, quando ele iria fazer a quarta cerurgia não resistiu, deu uma parada cárdio respiratória, nossa parecia que meu mundo acabou ali, foi e está sendo muito dicil pra mim, mas estou tentando superar, pois tenho uma linda filha filha com 8 anos e precsisa muito de mim ainda, e sei que Deus vai me ajudar e me dar força pra superar... eu tenho uma coisa pra dizer a vcs que também perderam alguém tão especial assim como eu "Deus nunca nos dá uma prova que não podemos suportar, se ele nos prova é porque somos forte o suficiente pra supera-las"... bjus fiquem na paz de Deus.

fabiana disse...

e muito triste perder um filho assim também perdi o meu filho por bala perdida eu acho ele também estava de costa mas o que mas eu sofro e ter a imagem dele baleado nos meus braços

renata miranda disse...

muitas coisas sao ditas mas na ha nada nesse mundo que cure nossa dor estamos marcadas para sempre nao existe tratamento eficaz para nos,para maioria das dores tem tratamnto e as vezes ate cura mas como tratar a dor de uma mae,me desespero ,choro ,sofro mas nada alivia o meu sofrimento,mes que vem fara dois anos que perdi meu filho mais velho e nao tive mais paz ,tenho,tenho mais dois filhos um casale vou gahar uma netinha ,mas nem isso amenisa meu sofrimento .... sinto vontade de morrer mas nao posso .tenho vontade de sair gritando socoorro alguem me ajude mas quem me ajudara quem

Regina Dinardi Antonio dos Reis disse...

é exatamente assim,um desespero enorme e nem uma alternativa,sei exatamente como se sente.Também sinto isso,e a única alternativa que achei foi infelizmente fingir que nada que nada é real,porque é uma dor que nunca havia sentido na vida,ou finjo ou vou explodir.

Anônimo disse...

ola,meu nome e valeria,dia 06 de abril devolvi para o senhor..meu anjinho MURILLO de dez aninhos,,,,Murillo era minha vida,meu amor,meu companheiro....ele nasceu normal,teve falta de oxigenio no parto,mais ate entao,nunca iria imaginar que aos 4 meses,minha vida mudaria tanto....ele começou a ter crises convulsivas,eu ja era mae de 2 filhos,e os meninos nunca haviam ficado hospitalizados por nada...Bom minha luta começou,Murillo passou a tomar gadernal gotinhas etc...mais msm assim continuava a ter as crises,era uma luta...Murillo nao podia se agitar,correr,ficar muito feliz...que sempre tinha as crises,viviamos assustados...com medo dele cair,bater cabeça no chao....isso durou os dez anos de vida dele....muito esperto.carinhoso,amigo....era meu amor...e todos o amavam muito....na escola,na piscina,nas ruas...era um fofo da mamae....Hoje fazem quase 7 meses,eu vivo por ele e meus outros filhos,voltei a trabalhar em uma semana,faço terapia uma vez por semana,mais minha vida nao ea msm,e nunca mais sera....a ausencia do meu filho na minha vida,mudou completamente toda minha linha de vida,a saudade nao tem tamanho,uma dor que abre o peito...e aos poucos fecha,,,,Tem dia que meu humor esta pessimo,uma revolta que da,muito complicado p mim...Murillo morreu por um a pneumonia,ele devido a ter tido inumeras crises,as vzs broncoaspirava,e o pulmaodele parecia um mar,,de tanta agua....nao gosto de lembrar o sofrimento do meu anjo,que começo a chorar....agora vivo um dia por dia,aguardando o dia do meu encontro c ele...DOR que nao tem cura.....SAUDADES DO MEU FILHO,COMO QUERIA DAR MINHA VIDA PRA ELE VOLTAR,QUERIA UM ABRAÇO BEM APERTADO,QUERIA DAR UM CHEIRINHO NELE,ELE GOSTAVA TANTO......PARO POR AKI,POIS ESTA SENDO DIFICIL CONTINUAR,,,,,,OBRIGADA

margareth disse...

Meu nome e Margareth,e perdi meu filho ha 7 meses,e ainda continua essa dor imensa .Apesar de conhecer a palavra do Senhor Jesus,e creio que meu filho agora se encontra em seus bra;os,que ele foi so um emprestimo para mim nessa terra.E dificil aceitar essa perda e vem a pergunta.Aonde eu errei,o que faltou,sera que nao soube ensinar os caminhos certos,ou foi a escolha que ele fez.Ele era um adolescente alegre,vivia sorrindo e sua morte foi um misterio,e esta nas maos do Senhor,porque ele antes de falecer chorava e dizia porque eu ele era meu amigo,nao era para mim esse tiro,e pediu aos amigos que nao fizesse vingan;a.Que na hora certa Deus iria agir.Agora ele esta nos bra;s do Pai e eu com uma saudade imensa de ouvi-lo dizer MAE EU TE AMO.VC E A MELHOR MAE DO MUNDO.

leticia disse...

Perdi minha filha única para tumor cerebral, faleceu em junho de 2013 e eu não consigo superar me ajudem por favor, penso muito em morte,não tenho mais sentido em viver..

leticia disse...

meu e-mail lethicia6655@hotmail.com se tiver alguém para conversar

Postar um comentário