TRADUTOR DE IDIOMAS

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Leia agora o comentário mais recente do Blog Diário da Mãe de um Anjo.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

A IMPORTÂNCIA DE SER MÃE - DEPOIMENTO DE OUTRA MÃE PARA MIM

Oi meus amigos, ainda estou poraqui, fazendo academia ainda, já até emagreci 03 kg, mas o que achei bonito que aconteceu estes dias foi uma mãe chegando para mim e dizendo que ela era um tipo de mãe antes de ler meu livro e agora ela é outro tipo, ela quis dizer que meu sofrimento tocou muito o coração dela e ela aprendeu a dar mais valor nos momentos em que passa com seu filho , também disse que está tirando mais tempo para ficar com seu filho e que meu livro pode ajudar muitas pessoas. Fiquei contente com este depoimento, porque eu sempre digo que nós estamos nesta terra para fazer o bem para as pessoas, nós sempre seremos lembrados não pelo que conseguimos obter de coisas materias na terra, mas seremos lembrados pelas coisas boas que fizemos por alguém, podem ser pequenas coisas, mas as pessoas que recebem não esquecem mais. Hoje, sou apenas uma mãe que sofre imensamente a falta de seu filho, que vive de lembranças e saudade, mas nunca perdi minha fé, nunca deixei de acreditar que encontrarei meu filho e enquanto eu estiver andando por esta vida terrena, então que seja para deixar sementes de amor e do bem, não é fácil, mas estou tentando. Obrigada a esta mãe querida que me disse que hoje dá muito mais importância para seu filho, é que nós nos acostumamos no dia a dia com eles e pensamos que nunca vai acontecer com a gente de perder um filho, mas a realidade é dura, quando ela nos dá uma rasteira e leva o que mais amamos embora, aí percebemos a verdadeira importância da pessoa que estava ao nosso lado, isto também se deve a outras pessoas de nossa família, elas estão perto o tempo todo e esquecemos de dizer o quanto elas são importantes para nós, ou quando perdemos um grande amor é que vamos dar a verdadeira importância para quem estava ao nosso lado, isto acontece com milhares de pessoas, então vamos cuidar com carinho das pessoas ao nosso redor, vamos olhar do nosso lado, às vezes as pessoas que estão tão perto de nós, só estão esperando um sorriso nosso, um muito obrigada, não vamos perder a oportunidade de fazer alguém feliz, nunca, amanhã pode ser tarde demais.

4 comentários:

Ilca Santos disse...

Ivonete, que lindo esse seu depoimento, gostei demais. Parabéns!!!
Amiga, mais uma vez aproveito seu espaço para divulgar meu blog que criei em memória de minha amada filha, que hoje mora no Céu. São 8 meses de imensa saudade!
Espero a visita de todos lá, terei prazer em tê-los como meu seguidor e se possível comentem, ficarei feliz.
Obrigada amiga. Um abraço e muita Luz!!!

http://thaisalbuquerquememoria.blogspot.com/

.

Maria Adeladia disse...

Ainda não sou mãe, contudo, acredito que a importância de ser mãe, é tudo e deve ser valorizado! Ter o dom de conceder um filho, é a maior obra que Deus proporcionou a mulher!

Abraços, querida.

Rosimeire Mãe do Bruno disse...

oi Ivonete amo seu blogg sinto a mesma dor não é facil perder um filho é uma dor eterna vou deixar umas palavas aqui
AMOR, PERDAS, PARTIDAS E SAUDADE...

“Falar em perdas é falar em solidão, tristeza, desesperança, medo.”
Quando digo perdas, não estou me referindo apenas aos que morrem, mas a todos que, de alguma forma, nos deixam prematuramente, antes que estejamos preparados.
Um amigo que se muda para longe, um namoro interrompido abruptamente e até mesmo um ente querido que se vai, sempre provoca em nós uma sensação de vazio.
E por que isso? Porque sofremos tanto mesmo sabendo que estas perdas ou partidas inesperadas são inerentes à vida e que, portanto, não podemos controlá-las?
Não saberia responder com precisão as perguntas acima, mas, o que me parece mais coerente é que nunca estaremos prontos para nos acostumarmos com a falta dos que amamos. Por mais que saibamos que a qualquer instante eles nos faltarão, temos sempre a predisposição em acreditarmos que quem nos ama nunca nos trairia, nos privando de seu afeto, carinho e amor.
Ledo engano.
São justamente aqueles que amamos que mais nos machucam com suas partidas inesperadas.
Vão-se sem aviso prévio e nos levam a felicidade, a fé na vida, o equilíbrio.
O que fazer então? Não amarmos? Não nos permitirmos gostar de alguém pelo simples fato de que seremos, mais cedo ou mais tarde, deixados para trás na vida, entregues às nossas angústias e remorsos por não termos dito tudo ou feito o suficiente por eles?
Creio que não.
Se há algo na vida que mais nos trás felicidade é sabermos que somos queridos e não seria honesto nos privarmos de tal sentimento por covardia.
Um amor de pai e mãe, o carinho de um amigo ou afeto de uma relação a dois deve sempre se sobrepujar ao medo da perda.
Porque ela é inevitável; o sentimento, não. Deve ser exercitado todos os dias de nossas breves vidas.
Ele é o que nos move, nos dá o chão para que possamos caminhar pela vida com a certeza de que, haja o que houver, teremos sempre alguém com quem contar, que nos apoiará mesmo nos momentos em que não tenhamos razão.
Esta, deve ser a maior lição deixada pelos que partem sem nos avisar. Lembrar-nos que devemos sempre curtir aqueles que amamos com a intensidade proporcional à brevidade de uma vida.
Porque, quando nos faltarem, saberemos que amamos e fomos amados, que demos e recebemos todo o carinho esperado, que construímos um sentimento que nenhuma perda poderá apagar. Este sentimento transcende o espaço e o tempo, não se limita ao contato físico.
Torna-se parte de nós, impregnado em nossa alma, nos confortando nos dias difíceis, sendo cúmplice de nossas vitórias pessoais, norteando nossa conduta, nos fazendo sentir eternamente amados.
Que me perdoem os físicos, mas, neste caso, acredito sim que dois corpos podem ocupar o mesmo lugar no espaço.
Basta que permitamos sentir a presença dos que amamos dentro de nós, como se fossem parte de nossa alma. Só assim seremos inteiros.
“Aqueles que amamos nunca morrem,
apenas partem antes de nós".mostrar
ocultarvisualizar mais respostasCarregando...amiga muita força que nosso grande Deus nos ilumine para seguirmos essa caminhada que não é nada facil as lagrimas ja tomarão conta de mim um grande beijo em seu coração ...

Anônimo disse...

como consigo comprar seu livro? moro em Goiania e perdir meu bebe a 1 mes .. quero muito encontrar força assim como voce bejoo fica com Deus
debora.ronie@hotmail.com

Postar um comentário