TRADUTOR DE IDIOMAS

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Leia agora o comentário mais recente do Blog Diário da Mãe de um Anjo.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

FERIDA NÃO CICATRIZADA- COMO CICATRIZAR UMA FERIDA TÃO GRANDE PELA PERDA DE ALGUÉM QUE SE AMA


Estes dias, uma mãe e amiga veio comigo e me disse: (eu queria te pedir perdão, eu te julguei, fiquei me perguntando porque vc fazia tudo o que vc faz para homenagear seu filho, mas agora eu sei que é simplesmente para sentir mais a presença dele, para ficar mais perto dele e mesmo assim vc nos dá um exemplo pela sua força e fé), através deste comentário que quero fazer esta postagem, sim mãezinhas, nunca devemos julgar a atitude de nenhuma mãe que está passando por uma dor tão grande ou qualquer pessoa que seje, pois é isto mesmo, cada um tem uma maneira de expressar sua dor, quando meu menino se foi, eu disse para mim mesma que iria participar de todas as homenagens que fizessem para ele, e eu mesma faço um terço todos os meses em casa e nosso último terço será dia 27 de fevereiro agora, porque em março vai ter a missa de 01 ano e depois vou parar os terços, pelo menos este feito com homenagens, sempre no final dos terços eu canto uma música para ele, e preparamos um cantinho com várias fotos dele, mas estou me preparando para tentar cicatrizar esta dor, coisa que ainda não fiz, é uma ferida que se uma mãe não tentar cicatrizar ela pode se tornar obsessiva, e isto não é bom para a nossa vida e a vida de nossos entes queridos que já se foram, também devo respeitar a dor do meu esposo que sofre de uma forma diferente da minha, ele não pode ver fotos e estas homenagens sempre fazem ele ficar mais triste do que o normal, tentamos respeitar a forma de cada um sofrer, mas o mais importante é estarmos unidos quando um precisa do outro, colocamos nossas dúvidas, nossas lágrimas, compartilho com família e amigos minha dor e com vocês através deste blog, e escrever para mim é importante, para tentar cicatrizar esta ferida, precisamos tentar fazer alguma coisa diferente do que fazemos, como caminhar por meia hora que seje, fazer uma massagem, ir ao cinema, assistir um filme, a vontade que temos quando perdemos alguém e ficar o dia todo no quarto lembrando e chorando pela pessoa que se foi, quem passa por isto sabe que é assim, mas precisamos ter fé, acreditar que o amor é maior que a morte e que a própria vida, o amor nos une a pessoa que se foi através de nossos corações . Para tentar cicatrizar esta dor, temos que pelo menos tentar, estou indo menos no cemitério, apesar da vontade de ir todos os dias, qualquer coisa que aconteçe de diferente a ferida se abre novamente e começa tudo de novo, a dor não vai passar nunca, mas precisamos aprender a conviver com ela, se vc mãezinha acha que ir menos no cemitério vai estar abandonando seu filho, está pensando errado, ele não está mais lá, apesar de eu mesma ir levar a comidinha para os bem-te-vis toda semana que vão visitar seu cantinho, marquei 01 viagem para Março, vou animar novamente a excursão da Paixão de Cristo que fazemos , de 10 dias, um grande desafio, 10 dias animando um onibus com 50 pessoas, com o coração cheio de dor já é um começo, quero levantar por meu filho, ainda tem um terço e a missa, mas preciso sorrir porque as pessoas ao meu lado sofrem quando eu sofro, choram quando eu choro, preciso pensar nas pessoas que ficaram, é difícil, mas vamos tentar, mães que estão comigo nesta caminhada, vamos tentar.

5 comentários:

MICHELLE disse...

Amiga eu to aqui viu distante mas sempre orando por vc Seja Firme Que Deus tem neçãos para todos nos Um grande abnraço pra vc e pro seu esposo MICHELLE LARANJEIRA

duscaringi disse...

Amiga, estava procurando algo para confortar um pouco minha cunhada, esposa de meu irmão, que perdeu um filho, meu sobrinho, dia 25 de dezembo de 2008, num acidente de moto. Li seu depoimento e fiquei comovida. É verdade que todos sofremos juntos, e meu irmão, que é o pai de David (este é o nome do meu sobrinho querido) também sofre muito, mas seu sofrimento é diferente.
Fiquem com Deus,estarei orando por vocês.

Anônimo disse...

Querida mãe ... Estava navegando na internet e me deparei com seu BLOG ... Estou em lágrimas. Sou mãe de um rapazinho de 17 anos e me sensibilizei muito com sua história. Lindos os conselhos que vc dá aos pais e mães. Realmente EU VIVO todos os momentos de meu filho, também GABRIEL. Somos confidentes um do outro e tem sido assim nesses 17 anos. Creio que toda essa sua força foi dada pelo Espírito Santo de Deus. Naquela UTI você liberou seu filho e fostes revestida de uma linda armadura que te faz caminhar lado-a-lado com a saudade. Tenha forças SIM. Você talvez nem tenha consciência, mas esse BLOG certamente está e estará confortando a muuuitas mães. Deus te abençõe rica e poderosamente. Amo vc, amo sua força. (tentei entrar em seu orkut, porém ele é trancado né? ... o meu é ADELAIDE RÔLO) ... Grd bj ... SHALOM ...

Anônimo disse...

OLA IVONETE FIQUEI MUITO SURPRESA PELO SEU BLOG,GOSTEI MUITO E RESOLVI ATE TE MANDAR UM E-MAIL PARA TE CONTAR UM POUCO MAIS DA MINHA VIDA TM.
SE VC PUDER RESPONDER TE AGRADEÇO.

Anônimo disse...

Sabe eu e minha irmã estamos passando por uma situação muito difícil, nossa mãe querida num exame de rotina descobriu um tumor maligno na mama, e teve que fazer mastectomia total, ela está muito infeliz e revoltada, nós tentamos dar forças da melhor maneira possível, eu moro em outro estado, minha irmã saiu do emprego para cuidar dela, tentamos não passar para ela nosso desespero e nossa tristeza, estava procurando forças em depoimentos de quem passou por isso, e me deparei com seu blog, sabe é impressionante sua força e sua fé, mas com a perca de um filho busca viver, ver o lado bom de tudo seguir em frente, parabéns por sua garra, e peço a Deus todos os dias para minha mãezinha ter esperança e paciência que tudo com o tempo vai voltar ao normal, que ela vai se curar em nome Jesus Cristo.

Postar um comentário