TRADUTOR DE IDIOMAS

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Leia agora o comentário mais recente do Blog Diário da Mãe de um Anjo.

domingo, 12 de abril de 2009

QUEM SOU EU


Olá, meu nome é Ivonete, tenho 43 anos, sou de Paranavaí, Paraná, mas moro no Pará desde meus 17 anos quando meu pai comprou uma fazenda em Altamira no Pará, sou aposentada porque tive neoplasia maligna , com 29 anos me mudei para Belém do Pará e me casei 06 meses depois de chegar aqui em Belém no ano de 1996, demorei um ano e meio para engravidar e em 23 de julho de 1996 nascia meu filho Gabriel e desde então aconteceram muitas coisas e no dia 27 de março deste ano perdi meu único filho, e é minha história que contarei neste blog, é sobre meu anjo , sobre minhas perdas e como conseguir seguir em frente, vivendo dia a dia é que estarei compartilhando com vocês neste blog, sejam todos muito bem vindos.

11 comentários:

Gracielma disse...

Você é uma mulher guerreira
De muita força e fé
Sinta-se abraçada
Graci

gi disse...

Amiga, nem preciso te dizer o quanto tenho aprendido com tudo isso.Você usa uma frase certíssima "A morte dele não pode ser em vão" e não será.Além de mim, conheço várias mães que estão sabendo tirar diversas lições com sua dor.Amiga, você agora faz parte da minha família, e podes contar comigo pra tudo,orações,caminhadas,projetos,não te largo mais,rs!Força na tua nova missão,com sua irmã, Deus não poderia ter escolhido pessoa melhor para está com a Rose nesse momento, beijos nela,conte comigo.BEIJÂO!

betinho Ati®ado® de Elite disse...

Nossa, nem sei como começar...
Há uma pedagoga e poeta chamada Marina colassanti, que escreveu o seguinte pensameto:
"A gente se acostuma a acordar de manhã, sobressaltado porque está na hora, a tomar café correndo porque está atrasado.

A gente se acostuma a ler o jornal no ônibus porque não pode perder tempo na viagem, a comer sanduíches porque não tem tempo para almoçar.A gente se acostuma a lutar para ganhar dinheiro, a ganhar menos do que precisa e a pagar mais do que as coisas valem.A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que de tanto se acostumar, se perde por si mesma.

A gente se acostuma, eu sei, mas não devia."
Eu, Ivonete, Sílvia, jamais acostumei com a ausência... E já se foram 26 anos que, uma pessoa, acabou com a vida da minha linda mãe. E garanto à você que mesmo nos melhores braços e abraços alguma coisa sempre vai estar faltando. Você e o Pedro tem uma linda história. Como muitos casais, vocês foram construindo uma vida, momentos, sonhos e um grande sentimento. E esse sentimento materializou-se e vocês chamaram a ele de GABRIEL FERRARI MELO PINON. Porque não bastava chamar só Gabriel. Era preciso que vocês estivessem presentes nele para sempre, tipo registrar a patente. Eu mesma patentei 2 que o Senhor Deus me deu. Estive de longe, em quase todos os momentos, tentei carregar um pouquiho sua dor, mas ela era sua e eu não tinha esse direito. Por isso, peço sempre, no momento da consagração, que Cristo Nosso Senhor, carregue você e o Pedro no colo por todos os dias de suas vidas, porque por mais, que eu pense, não conhecerei, nunca mais, alguém tão resistente como você... Tenho orado pela Rose e espero por notícias.
Já te disse uma vez que só os fortes tem a vida que vence a morte.
Em Jesus te abraço.

Isabela Ribeiro disse...

Você é uma mulher forte e guerreira. Sei porque estudei com Gabriel Pinon e vc sempre esteve presente em todos os acontecimentos do colégio, Sempre foi uma mãe presente e Gabriel sente muito orgulho de ter você como mãe, ele é um menino querido por todos, conquistou muitos corações !

Não me esqueço do dia em que foi entrega do trabalho de artes, uns imãs. E eu tinha feito um sapinho..
ele me perguntou : Posso ver o teu?
e eu mostrei pra ele.
ele disse: Credo o meu ta mais bonito!
e eu perguntei: deixa eu ver o seu?
e ele mostrou e eu disse: Mentira o meu ta mais!

e tambem nao esqueço do dia do fest lourdes , em que nós gritavamos loucas quando ele tirava a camisa!!..
Nossa parece que isso aconteceu ontem.!

Sempre seja essa mulher guerreira que você é!
Ele sempre vai estar vivo pra mim!

Beijos e Abraços.
Isabela Ribeiro, fui da mesma sala de Gabriel Ferrari Melo Pinon.

Anônimo disse...

Oi Ivonete
Seu filho nasceu dia 23/07/ e minha filha Marcela minha princesa desencarnou dia 23/07/2008,
O Gabriel é um anjo lindo e agora ta vivendo no mundo espiritual junto a Jesus
Ivonete q dor né amiga estamos juntas nessa entra no meu orkut e vamos fazer contato
meu orkut:fernanda.cassal Jacarei
meu msn:fe.cassal@hotmail.com
montei um grupo de mães q perderam seus filhos,nesse encontro trocamos experiencias como seguir em frente nosso caminho.
Espero seu contato.Um bjo no seu coração!

fabiana disse...

Oi Ivonete meu filho faleceu no dia 01/06/2007,com um tumor na cabeça.Iria completar 7 anos no dia 29/06,ele ficou em coma 6 meses.É´uma dor que nunca vai passar,mas DEUS estará sempre nos confortando.Meu orkut é fabiana caobianco sofia,se quiser fazer contato vou ficar feliz.Força amiga!

Michel Diniz disse...

Ivonete também sofri muito quando perdi meu primo que se chamava Mario , ele morreu de acidente de carro em 14 de fevereiro de 2006 , eu chorei muito , o tempo foi passando e hoje 18/06/2009 estou fortalecido , mais ainda estou com saudades .

Luiz disse...

Cara Amiga Ivonete
Tomei conhecimento do Diário da Mãe de Um Anjo através de matéria publicada no Diário do Pará,te conheci em Altamira.Sou amigo de sua irmã Rose,tia e madrinha do Anjo Gabriel, tenho certeza que foi um menino muito feliz. Tu e tua irmã sempre foram duas guerreiras e espero que Deus as ilumine sempre e que o Anjo Gabriel te dê forças em tua caminhada e que nos mande Chuvas de bençãos em sua nova missão
Um abraço
Luiz Alho

Anônimo disse...

EU ESTOU MUITO EMOCIONADA, QUERO TE DIZER QUE EU TAMBÉM SOU MAE DE UM ANJO GABRIEL. ELE NASCEU EM 07/11/1996 FOI PARA DEUS DIA 28/10/1998...
A SAUDADE DOI MUITO, MAIS SEMPRE AGRADEÇO A DEUS PELO PRESENTE QUE ME DEU O GABRIEL. SOU MUITO FELIZ HOJE DEUS ME DEU OUTRO PRESENTE UM FILHO LINDO. DEPOIS DE 10 ANOS SEM O MEU AMOR. QUERO TE DIZER QUE COM CERTEZA VOCE E UMA BENÇAO. PESSO A DEUS QUE CUIDE DO SEU CORAÇAO. O NOSSOS ANJOS GABRIEL ESTA COM DEUS. AMEM.

Anônimo disse...

ola Ivonete ,ontem por acaso encontrei seu blog ,comecei a ler e fiquei muito emocionada com sua história,você com certeza é uma guerreira e seu filho la no céu se orgulha muito de você,estava lendo sua história e vi que você é de paranavaí e tambem sou,neste momento moro em lisboa pt mais espero brevemente voltar p o brasil,deixo aqui uma mensagem q acho linda e espero q Deus conforte seu coração a cada dia.











Perder alguém querido

Não há palavras para expressá-la.
Não há livro que a descreva.
Por isso, o melhor jeito de consolar é falar pouco, orar junto,
sentir junto e estar presente, cada um do jeito que sabe.

Palavras não explicam a morte de alguém querido.
Sabem disso o pai, a mãe, os filhos, os irmãos, o namorado e a namorada, o marido e a mulher, amigos de verdade.

Quando o outro morre, parte do mistério da vida vai com ele.
A parte que fica torna-se ainda mais intrigante.

Descobrimos a relação profunda entre a vida e a morte quando alguém
que era a razão, ou uma das razões, de nossa vida vai-se embora.

Para onde? Para quem? Está me ouvindo?
A gente vai se ver novo? Como será o reencontro?
Acabou-se para sempre, ou ela apenas foi antes?
Por que agora? Por que desse jeito?

As perguntas insistem em aparecer e as respostas não aparecem claras.
Dói, dói, dói e dói...

Então a gente tenta assimilar o que não se explica.
Cada um do jeito que sabe.
Há o que bebe, o que fuma, o que grita, o que abandona tudo,
o que agride, o que chora silencioso num canto, o que chama Deus para uma briga, o que mergulha no fatalismo e o que, mesmo sem entender ou crer, aposta na fé.

Um dia nos veremos de novo... enquanto este dia não chegar,
entes que eu amo sei que me ouvem e oram por mim, lá, junto de Deus.
Para eles a vida tem, agora, uma outra dimensão.
Alcançou o definitivo.

Quem fica perguntando e sofrendo somos nós.
Mas como a vida é um riacho que logicamente deságua, a nossa vez também chegará e, quando isso acontecer, então não haverá mais lágrimas.
As que aqui ficaram chorando terão a sua explicação.
Por enquanto, fica apenas o mistério.
Alguém que não sabemos por que nasceu de nós e por que cresceu em nós, por que entrou tão de cheio em nossa vida, fechou os olhos e foi-se embora.

Quem ama de verdade não crê que se acabou.
A vida é uma só: começa aqui no tempo e continua, depois, na ausência de tempo e de limite.
Alguém a quem amamos se tornou eterno.
E essa pessoa já sabe quem e como Deus é.
E também sabe o porquê de sua partida.
Por isso, convém falar com ela e mandar recados a Deus por meio dela.

Se ela está no céu, então alguém, além de Deus, de Jesus e dos santos, se importa conosco.
Definitivamente, não estamos sozinhos, por mais que doa a solidão de havê-la perdido.
Mas é apenas por pouco tempo.
Quem amou aqui, sem dúvida, se reencontra no infinito...

Pe. Zezinho, scj
Do livro: Orar e pensar como família - Paulinas







Poemas - Perder alguém querido

Espero q goste,se quiser conversar meu mail é carvalhojoenck@hotmail.com um bjinho muito grande Olívia

Alessandra Pereira disse...

oi ivonete... meu nome é alessandra, tenho 32 anos..eu entendo vc, a dor q sentes, eu tbm sinto, a um ano atras, perdi minha unica filha. ele tinha 9 anos de idade. era minha fortaleza, era meu tudo.apesar de ter varios amigos e um companheiro bom, ainda sinto aquele enorme vazio. tem horas q penso q estou conformada, outras horas ja penso q nao.é uma confusao muito grande na minha cabeça. doença maldita. um avc isquemico a levou de mim..eu nem pensava q avc poderia dar em criança. mas deus me fortalece, e peço pra q ele continue sempre assim, nao esquecendo de mim, porque senao...nao vou aguentar.

Postar um comentário